Busca rápidaX

Cruz Alta realiza abertura oficial do plantio no trigo no RS

18 de maio de 2019

Presente em alimentos como pães, massas, bolos e biscoitos, o trigo é uma planta de ciclo anual, cultivada durante o inverno e a primavera. A abertura do plantio desse cereal foi a principal atração deste ano da 15ª Feira Nacional do Trigo (Fenatrigo), cuja abertura ocorreu na manhã deste sábado (18/5) em Cruz Alta, na presença do governador em exercício, Ranolfo Vieira Júnior.

A Fenatrigo, que ocorre entre os dias 15 e 19 de maio, é um dos maiores e mais expressivos eventos do setor agrícola do Rio Grande do Sul e do país. De acordo com a Emater/RS-Ascar, 16 agroindústrias familiares de 14 cidades gaúchas participam no Pavilhão da Agricultura Familiar vendendo produtos lácteos, embutidos, mel, rapaduras, panificados, geleias, melado, destilados de cana-de-açúcar, sucos e frutas cristalizadas.

O governador em exercício parabenizou a organização da feira e reiterou que pretende retornar na próxima edição do evento. “O trigo é uma cultura tradicional que tem uma importância suprema no desenvolvimento econômico da região e do Estado”, reforçou.

É a primeira vez que a abertura do plantio ocorre durante a Fenatrigo, reforçando o protagonismo de Cruz Alta no setor. O presidente da feira, Christian Zachow, explica que a opção se deu com intenção de iniciar uma discussão acerca do aumento da área de plantio de trigo no Estado. Em Cruz Alta, essa área, que hoje é de 13 mil hectares, deve crescer 25%.

Ranolfo ouviu algumas das demandas dos produtores, que dizem respeito aos altos custos de produção, às taxas de importação e à retração de mercado. O governador em exercício garantiu que isso será levado em consideração junto às pastas envolvidas e, posteriormente, ao governo federal.

O prefeito de Cruz Alta, Vilson Bastos dos Santos, agradeceu a presença de Ranolfo e das demais autoridades que prestigiaram a abertura. “Feira é um momento de discutir o agronegócio e trazer conhecimento novo para a cidade e para a região. Podemos mostrar nosso potencial a quem nos visita”, celebrou.

A importância do cultivo de trigo foi reconhecida pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. “O setor precisa de um olhar muito específico. Vamos criar ferramentas que incentivem a pesquisa e a construção da triticultura, gerando oportunidade para trazer mais renda aos produtores”, garantiu.

A previsão é que a Fenatrigo deste ano receba mais de 80 mil visitantes. A partir desta edição, a feira ocorrerá a cada dois anos. A próxima será entre os dias 11 e 16 de maio de 2021. No ano de intervalo, ocorrerá uma feira técnica, a FeiratrigoTec, na Universidade Cruz Alta, quando também será feita a colheita do cereal.

Produção de trigo no RS e no Brasil

No ano passado, a safra de trigo nacional aumentou 27,4% em relação ao ano anterior. Também houve um crescimento de 19,5% na produtividade, que passou de 2.225 quilos para 2,657 quilos por hectare. Assim, a produção chegou a 5,42 milhões de toneladas, mais do que a de 2017, de 4,26 milhões de toneladas. No entanto, ainda são necessárias 6 milhões de toneladas para suprir a demanda dos brasileiros.

O Rio Grande do Sul é o maior produtor de trigo no Brasil, ao lado do Paraná. Em 2018, a Emater-RS estimava que a colheita fosse de 2,1 milhões de toneladas. No entanto, condições climáticas desfavoráveis, como chuva intensa e geadas, fizeram com que a produção estacionasse em 1,87 milhão de toneladas. Para a safra deste ano, a Emater-RS espera que a área de trigo seja mantida, podendo haver, inclusive, expansão.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Governo do Estado

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!