Busca rápidaX

MANCHETES

Custos de produção de suínos e frangos de corte caem em julho

22 de agosto de 2018

O custo de produção de suínos calculado pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, caiu em julho depois de 11 altas consecutivas. O ICPSuíno fechou o mês passado em 234,29 pontos, uma queda de 1,70% em relação a junho.

Com isso, o custo de produção do quilo de suíno vivo em julho diminuiu R$ 0,07 em relação a junho, chegando aos R$ 4,10 em Santa Catarina. No início do ano, em janeiro, o mesmo custo era calculado em R$ 3,49. No ano, o ICPSuíno calculado pela Embrapa acumula 16,35%. Nos últimos 12 meses, a variação chega a 26,55%. A maior causa para a redução do ICPSuíno em julho foi a nutrição dos animais (-1,69%), que corresponde a 78,05% do total dos custos da produção.

Já o custo de produção de frango de corte voltou a cair em julho. O ICPFrango fechou em 219,75 pontos, baixa de 2,46% em relação a junho. O índice ainda acumula alta em 2018, agora de 14,88%. Nos últimos 12 meses, o ICPFrango subiu 22,17%.

Assim, o custo de produção por quilo vivo de frango de corte no Paraná, calculado a partir dos resultados em aviário tipo climatizado em pressão positiva, passou de R$ 2,91 para R$ 2,84 em julho. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Divulgação/Embrapa Suínos e Aves
error: Conteúdo protegido!