Busca rápidaX

Década da Agricultura Familiar é lançada no RS

13 de novembro de 2019
Foto: Sescoop / RS
Instituída em âmbito global pela Organização das Nações Unidas (ONU), a Década da Agricultura Familiar está oficialmente lançada no Rio Grande do Sul, primeiro estado do país a promover a Década. O evento foi realizado no Plenarinho da Assembleia Legislativa, sob proposição do deputado estadual Elton Weber.
A Década tem como objetivo valorizar a agricultura familiar, alavancar o desenvolvimento sustentável e garantir a segurança alimentar global.
De acordo com dados do Censo Agropecuário 2017, 3,9 milhões de estabelecimentos agropecuários no Brasil foram considerados como Agricultura Familiar, o que representa 77% do total brasileiro, que cultivam 80 milhões de hectares, com valor de produção de R$107 bilhões. No Rio Grande do Sul, o número total chega a 80,5%.
Para o deputado Elton Weber, proponente da Década da Agricultura Familiar no RS, “o dia de hoje é muito especial, pois a Década representa um movimento global de valorização do segmento. A agricultura familiar também contribui para a qualidade da alimentação”.
Representando a FAO, Rafael Zavala citou, como sendo um dos principais objetivos da Década da Agricultura Familiar, “deixar o produtor ainda mais perto do consumidor”. Zavala também disse que a fome é um grande problema, mas citou o combate a obesidade como fundamental, o que, de acordo com o representante da FAO,  “é ainda mais difícil do que a combater a fome”.
Para o presidente da FETAG-RS, Carlos Joel da Silva, disse que “a década da agricultura familiar significa um reconhecimento mundial para uma categoria que produz grande parte de todo o alimento consumido no mundo”. Em sua fala, Joel afirmou que “o agricultor familiar é um grande guardião do meio ambiente, pois precisa dele para viver e para produzir. Queremos seguir produzindo, mas precisamos de políticas públicas que estimulem a produção, que programas antigos sejam mantidos e novos sejam criados”.
Carlos Joel citou o projeto de lei que tramita no Senado que tenta retirar a obrigação de que 30% da merenda escolar seja comprada da agricultura familiar. “Não podemos deixar que propostas prejudiquem os agricultores e a sociedade. Nossos alimentos têm qualidade e contribuem para uma alimentação equilibrada, combatendo a obesidade”.
Participaram do evento o vice-presidente da CONTAG, Aberto Broch; o superintendente do MAPA no Rio Grande do Sul, Bernardo Todeschini; o presidente da OCERGS, Vergílio Perius; o vice-presidente da Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo, Ernani Polo; o diretor-geral da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Gabriel Fogaça; diretores da FETAG-RS, deputados estaduais, lideranças sindicais e agricultores familiares.
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Fandango

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!