Busca rápidaX

Decisão do Estado prejudica usuários do Hospital de Pejuçara, diz Prefeito.

24 de agosto de 2018

O prefeito Eduardo Buzzatti rechaçou com veemência a informação recebida nesta semana dando conta de que o Hospital Rio Branco de Pejuçara não será reinserido no programa Portas Abertas do Governo do Estado. A solicitação para reinserção da casa de saúde no programa estadual havia sido feita a cerca de um mês em função das dificuldades financeiras do Hospital de Pejuçara para manutenção dos serviços. “Todos os municípios precisam ter um primeiro atendimento que não pode ser feito nos Postos de Saúde que pela legislação atual, só podem atender a casos básicos ambulatoriais via Sistema Único de Saúde – SUS”, disse Buzzatti.

Quando da audiência com o secretário estadual da saúde Francisco Paz, Buzzatti colocou a situação relacionada a saúde financeira do hospital e solicitou que o Estado reavaliasse a reinserção no programa Portas Abertas a partir da revogação da ação que suspendeu o hospital Rio Branco do programa que destinava mensalmente à instituição R$ 42 mil.

O presidente Paulo Oberto lembrou que o recurso enviado pelo Estado atualmente é referente ao credenciamento do Hospital como de Pequeno Porte, cerca de R$ 10 mil por mês. O convênio do programa Portas Abertas foi assinado em 2014, no entanto em 2016 a verba foi cortada sob alegação de que a instituição teria que cumprir ritos técnicos, como por exemplo, a instalação de um aparelho de Raio-X, o que foi feito, porém sem efeito para fins de retomada dos repasses referentes ao programa.

Para o prefeito Eduardo Buzzatti as dificuldades do Hospital Rio Branco teriam solução se a política de governo não fosse a de “fechamento” dos pequenos hospitais. “Estamos vivendo uma situação absolutamente dramática com o que vem ocorrendo em Pejuçara e é preciso que o Estado tenha outro olhar para a saúde nos pequenos municípios”, afirmou. Desde a suspensão dos recursos, várias audiências foram mantidas em Porto Alegre buscando reverter a situação, sem sucesso.

O presidente Paulo Oberto da associação hospitalar Rio Branco comenta que há quatro anos se tenta manter os serviços em funcionamento e não há uma explicação plausível do Estado para a retirada dos recursos através da suspensão do hospital no Programa Portas Abertas. “A saúde no município de Pejuçara é coisa que precisa ser levada a sério e está faltando coragem dos gestores do Estado para dizer o que precisa ser feito. Está faltando respaldo da Secretaria Estadual da Saúde para os pequenos hospitais”, disse. “Estamos cansados de trabalhar e as autoridades que tem a competência de resolver, faltarem com o respeito e consideração ao não fazerem sua parte para garantir a continuidade do atendimento aos usuários do Hospital de Pejuçara”, completou Buzzatti.

Compartilhar
  • 9
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    9
    Shares
Fonte: Prefeitura de Pejuçara

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!