Busca rápidaX

MANCHETES

Mesmo com investimento de R$ 2 milhões, Tenente Portela sofre com falta de água

26 de fevereiro de 2020

A Defesa Civil regional está, hoje, em Tenente Portela a fim de avaliar os prejuízos causados pela estiagem, o que levou o município a decretar situação de emergência. Isso ocorre em função da falta de água para consumo humano e de animais.

Durante entrevista na RPI, nesta quarta-feira, o prefeito, Clairton Carboni, disse que cerca de 150 famílias são afetadas e um caminhão pipa da prefeitura atua todos os dias para levar água até as pessoas atingidas. Além disso, o Executivo de Tenente Portela contratou um caminhão pipa particular.

A localidade de Daltro Filho e as comunidades indígenas são as mais afetadas. Também existe falta de água para a produção de suínos, aves e de leite. Açudes estão com nível muito baixo. Clairton Carboni destaca que ontem houve boa chuva em Tenente Portela, porém, mesmo com as últimas precipitações climáticas, a água não é suficiente para aumentar o nível dos lençóis freáticos.

Carboni ainda esclareceu na RPI que desde julho do ano passado se constata redução dos lençóis freáticos. Diante disso, foram perfurados seis poços no interior, porém em apenas dois houve localização de água. Além disso, nos últimos meses a prefeitura de Tenente Portela já investiu em torno de dois milhões de reais em construção de redes de água.

O município espera que o governo estadual homologue o decreto de emergência, para que Tenente Portela receba, por exemplo, máquinas com capacidade de maior perfuração. Isso porque, em vários casos ocorreu perfuração de 300 metros para poços artesianos e não teve localização de água.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!