Busca rápidaX

MANCHETES

Delegado aguarda perícias sobre morte de policial rodoviário em Cruz Alta e não descarta reconstituição

27 de setembro de 2017

O delegado de Polícia Civil, Josuel dos Reis Muniz, responsável pelo inquérito que apura a morte do policial rodoviário estadual, Náurio Viana, ocorrida dia 21 de agosto passado em frente ao posto da PRE, na ERS 342, em Cruz Alta, aguarda pelas perícias do calibre da bala que atingiu a vítima e do local do fato. Em contato com a reportagem da RPI, disse que as perícias já deviam ter sido entregues, porém devido a grande demanda de trabalho do IGP, ocorreu o atraso.

A análise do local deve ser concluída na próxima semana. Já a balística pode demorar mais tempo. O delegado não descarta uma reconstituição do fato, caso a perícia seja inconclusiva. No mesmo contato com a reportagem, Josuel Muniz informou que interrogou, semana passada, na Penitenciária Modulada de Ijuí, Leomar Rempel, acusado da morte de Náurio Vianna.

Segundo o delegado, o suspeito confessou o roubo do carro, objetos e armas numa casa em Santo Ângelo. Foi durante a fuga do assalto na Capital Missioneira que aconteceu a morte do policial na rodovia estadual em Cruz Alta. Porém, o detido disse no depoimento que ele não disparou tiros contra os policiais. Frisou que o disparo que vitimou Náurio pode ter sido dado de forma acidental por um colega de trabalho do agente. Já os policiais afirmam que o acusado disparou contra a corporação enquanto fugia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!