Busca rápidaX

Demei reestrutura funcionamento de usina visto redução de água por conta da estiagem

18 de janeiro de 2022

A estiagem impacta na produção de energia elétrica por parte de usinas de Ijuí e região. A presidente do Demei Geração – Departamento Municipal de Energia de Ijuí – Daiana Michelon Pias, ressalta que em dezembro do ano passado houve redução de 15% na produção de energia, nas usinas da autarquia, em comparação com dezembro de 2020. Esse percentual reduzido deve ser o mesmo deste mês, ou até aumentou, pois as chuvas continuam escassas.

Na UPA – Usina Passo do Ajuricaba – das duas unidades geradoras de energia, desde os últimos dois meses apenas uma unidade está em funcionamento, com potência reduzida e menos horas ligada. O objetivo é manter nível adequado do reservatório de água, a fim de seguir o trabalho. Daiana Michelon Pias observa que essa redução da produção de energia elétrica, que ocorre também em outras usinas do Rio Grande do Sul e que aconteceu no Nordeste brasileiro recentemente, leva a utilização de energia alternativa, por exemplo, das termelétricas, área nuclear, dentre outras, o que mantém alto o preço da luz para os consumidores. Diante disso, a presidente do Demei Geração pede que os consumidores utilizem a energia de maneira consciente, ou seja, sem gastos excessivos.

Por outro lado, o Demei constata aumento de 7% no consumo de luz no atual período de altas temperaturas. Esse acréscimo de demanda de energia, em Ijuí, pode ser explicado, por exemplo, pelo grande uso de climatizadores.

No que se refere às principais usinas da Ceriluz, a produtividade esteve abaixo do considerado normal ao longo de todo o ano passado, no entanto, houve queda mais expressiva no mês de dezembro, situação que se mantém até o momento devido à diminuição das chuvas, o que impacta no nível dos principais rios da região. No momento as usinas geram aproximadamente 30% da garantia física (média mensal de geração).

Fonte: Radio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!