Busca rápidaX

MANCHETES

Demei tem a segunda tarifa de energia mais barata do Brasil

21 de dezembro de 2017

A tarifa cobrada pelo Departamento Municipal de Energia de Ijuí (Demei) é a uma das mais baixas do Brasil. Este dado está estampado em matéria veiculada na edição desta quinta-feira, 21, seção de economia do Jornal Zero Hora. “Os dados trazidos pela ZH só vêm corroborar àquilo que temos afirmado ao longo do tempo: o Demei prima por oferecer energia de qualidade e baixo custo aos seus consumidores”, observa o diretor-presidente da autarquia Rubem Härter.

E essa política de trabalho, de acordo com o dirigente, continuará sendo fortalecida com a adoção de medidas que permitam ao Departamento manter sua política tarifária. Uma dessas medidas é o ingresso no chamado mercado livre de energia, com vistas à aquisição de energia em leilão, permitindo baratear cada vez mais o custo.

Rubem Härter aproveita para tranqüilizar a população. Ele lembra que a revisão tarifária do Demei já aconteceu este ano e que uma nova avaliação se acontecer será somente em 2018. “Como compramos energia da CEEE, alguns consumidores do Demei estão achando que a nossa tarifa irá aumentar. Mas isso não irá acontecer agora, pois a revisão que definiu a nossa tarifa já aconteceu este ano”, explica.

De acordo com os dados apresentados pela Consultoria GV Energy, das concessionárias que abastecem o Rio Grande do Sul, A CEEE é a que tem a tarifa mais alta para residências e pequenos comércio (baixa tensão) por magawatt hora (MWh ou mil KWh). Na sequência vem a Eletrocar e a RGE Sul.

Para o prefeito Valdir Heck, essa informação é motivo de comemoração: “Temos razões para nos orgulharmos do Demei pelo serviço que presta, às vezes altas horas da noite, e, sempre empenhado em oferecer energia de qualidade  pelo menor preço”, disse.

 
Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!