Busca rápidaX

Dengue no inverno: existe circulação do mosquito transmissor da doença?

18 de junho de 2021

Doença que se agrava no verão, a dengue deixa de ser um assunto tão abordado após a chegada do inverno, e aí surge a dúvida da população: existe circulação do mosquito Aedes Aegypti, mesmo nos dias frios? O coordenador de Vigilância Ambiental de Ijuí, Rinaldo Pezeta, afirma que as baixas temperaturas afasta muito a possibilidade da doença, se estiver exposto ao frio e a geada, o mosquito não resiste. O problema maior, no entanto, está nos ovos do mosquito, que segundo Pezeta, é altamente resistente e quando tiver a oportunidade de entrar em contato com a água já forma o mosquito e dentro de poucas horas estará apto a reproduzir e transmitir doenças. Mas, segundo o coordenador, a grande maioria morre no inverno.

Em Ijuí, por exemplo, o último registro de dengue aconteceu ainda no mês de abril. Neste ano a Vigilância Ambiental registou uma diminuição de mais de 60 % dos casos de dengue se comparado ao mesmo período do ano passado: até agora foram 140 notificações de casos suspeitos e 28 confirmados, todos contraídos no próprio município, ou seja, casos autóctones. Neste momento dois exames aguardam resultado por parte do Laboratório Central do Estado.

O principal fator para a diminuição nos índices da doença é atribuído a maior conscientização da população ijuiense, principalmente no que se refere a correta separação do lixo, segundo Pezeta.

Sobre o trabalho desenvolvido pelos agentes epidemiológicos, Reinaldo afirma que no inverno esses profissionais assumem uma responsabilidade tão grande ou maior que no verão: é que durante o frio, os agentes continuam visitando residências, terrenos, e todos os locais que possam servir de criadouro, eliminando o máximo possível de focos para que na chegada do verão seguinte o índice de infestação esteja controlado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!