Busca rápidaX

MANCHETES

Desconto falso lidera queixas na Black Friday

24 de novembro de 2018
Novo__95P9545.jpg SAO PAULO SP 23/11/2017 ECONOMIA LIQUIDACAO BLACK FRIDAY EXTRA RICARDO JAFET Consumidores fazem compras do Hipermercado Extra da avenida Ricardo Jafet na Vila Mariana, zona sul da capital paulista. Eles estao aproveitando a liquidação anual da "Black Friday" que oferece descontos nas compras toda ultima sexta-feira do mes de novembro, a poucas semanas do Natal. FOTO: ALEX SILVA / ESTADAO

Com três dias de acompanhamento das promoções de Black Friday, o site Reclame Aqui já somava 4.058 reclamações, segundo a última parcial do dia divulgada ontem. Das 12h às 16h foram registradas, em média, 230 reclamações por hora. Em 2017, no mesmo período, a média foi de 199 reclamações por hora, um aumento de 15,6%.

Segundo o diretor de operações do Reclame Aqui, Felipe Paniago, o aumento do número de reclamações reflete o crescimento das vendas. “Naturalmente, se aumentam as vendas, aumentam as possibilidades de surgirem problemas”, diz. Ele diz, no entanto que a desconfiança do brasileiro com a Black Friday ainda é alta.

Um monitoramento do Reclame Aqui e do Twitter acompanhou o ânimo do consumidor na rede social. Das 0h às 15h de ontem, foram contabilizadas 3.780 citações, sendo 2.895 (76%) positivas e 885 negativas (24%). O volume de menções representa um aumento de 127% em relação ao mesmo período da quinta-feira.

 Os números parciais de comercialização apontam que, neste ano, a data deve registrar um novo recorde de vendas. A Ebit/Nielsen, que monitora dados de tráfego e compras na internet, apurou que o volume de pedidos no varejo online ultrapassou a marca de 3,23 milhões na Black Friday de 2018, crescimento de 14% na comparação com o mesmo período do ano anterior. O desembolso médio chegou a R$ 641, o que representa uma alta de 10%. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!