Busca rápidaX

MANCHETES

Desempregado sustenta família cantando ópera no metrô

22 de agosto de 2017
Um desempregado que faz sucesso nos trens do metrô. Pela manhã ele dá bom dia em um dos vagões e solta seu vozeirão. Adriano Ferreira da Silva canta ópera durante as viagens para ajudar nas despesas da família. Esta é a rotina dele desde que perdeu o emprego, neste ano. O músico tem 35 anos, esposa e dois filhos.

Ele mora em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, sai todos os dias logo cedo e segue para as estações do metrô da capital. Ao final da apresentação ele passa a caixinha, arrecada as contribuições dos passageiros e agradece.

Vivendo do sonho
O curioso é que Adriano nunca estudou música na vida. “Eu sempre gostei de cantar e agora eu tô vivendo o meu sonho”, disse ele à reportagem no Domingo Espetacular, da TV Record. Ele conta que no começo tinha vergonha, mas hoje já se acostumou e está há 3 meses se apresentando nos vagões. Também diz que, apesar de ser proibido se apresentar na estação, nunca teve problemas. Às vezes é convidado a se retirar.

Ópera
O cantor sempre ouviu rock, mas se rendeu a ópera depois do tenor italiano Luciano Pavarotti. Daí para o metrô foram ensaios, pura percepção e audição. O público tem as mais variadas reações: uns choram, outros acham que ele é louco, e tem gente que incentiva. Num dia de movimento no metrô ele chega a tirar 400 reais. Nos dias fracos menos 150. Adriano revela que está dando pra pagar as contas e sustentar a família com a música.

Drogas
Além de superar a perda do emprego, ele também venceu as drogas. Há 3 anos Adriano se livrou da cocaína. E agora que começou na música, o novo barítono não quer parar. Ele recebeu elogios do maestro Júlio Medaglia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!