Busca rápidaX

Devido a pandemia, número de voluntários no posto do CVV- Centro de Valorização da Vida de Ijuí reduz pela metade

7 de setembro de 2021

Conhecido como “Setembro Amarelo” o sétimo mês do ano é lembrado pela atenção especial dedicada ao combate a prevenção ao suicídio. Como principal canal de auxílio às pessoas que necessitam de apoio emocional, existe o CVV- Centro de Valorização da Vida, que presta atendimento voluntário e gratuito a todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. 
Em Ijuí, o posto foi criado em 2018. Para que o trabalho seja realizado, no entanto, é preciso o auxílio de voluntários, ou seja, as pessoas que estarão do outro lado da linha, ouvindo, aconselhando e acolhendo quem necessita. Mas, em Ijuí, com a chegada da pandemia, o número de voluntários no serviço reduziu pela metade, segundo a vice coordenadora e voluntária do posto local, Vera Pompeo. Quando o serviço começou no município eram 36 pessoas. Hoje, são 12. A sala do CVV em Ijuí está localizada junto ao Hospital de Caridade de Ijuí. Para exercer o voluntariado, é necessário ser maior de 18 anos e estar disposto a realizar uma capacitação através do programa de seleção de voluntários, para posteriormente estagiar por três meses e então dar início ao trabalho, se o voluntário se sentir preparado. Segundo Vera Pompeo, a pessoa que vai se candidatar ao voluntariado precisa, também, estar disposta a muito estudo, através de cursos de autoconhecimento, por exemplo,. “Isso é fundamental para que a pessoa que vai atender a ligação se torne um bom ouvinte” afirma Pompeo.

Segundo a vice coordenadora, no período da pandemia, as principais ligações atendidas são relatos de pessoas sofrendo angústia devido a solidão causada pelo isolamento social. Questionada sobre a importância de debater sobre o suicídio, a vice coordenadora do posto CVV em Ijuí disse que é um assunto que precisa ser discutido apesar do tabu que ainda existe . Ela traz um dado significativo o qual comprova que para cada suicídio, 20 pessoas são impactadas, ou seja, familiares, amigos, colegas de trabalho. Todas essas pessoas também correm o risco de desenvolver depressão e provavelmente vão necessitar de atendimento. Quem tiver interesse em se tornar um voluntário e prestar apoio emocional basta acessar o portal cvv.org.br.

Quem está passando por um momento de depressão e necessita de uma conversa, basta ligar a qualquer hora para o número 188. A conversa é totalmente sigilosa e, conforme lembrou Vera Pompeo, muitas vezes, uma simples ligação, tem a capacidade de salvar vidas.


Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!