Busca rápidaX

MANCHETES

Divulgadas sentenças de presos na operação Combate

23 de junho de 2017

A Brigada Militar e o Ministério Público de Ijui se uniram para combater o crime organizado no noroeste do Rio Grande do Sul entre os meses de setembro a dezembro de 2015. Com ações coordenadas pela Promotoria de Justiça Criminal de Ijuí e com apoio operacional da Brigada Militar  tiveram cerca de 60 dias de intensa investigação, sendo usado, inclusive, escutas telefônicas.

O apoio tático de investigação contou com servidores da promotoria, Núcleo de Inteligência do MP e agentes da inteligência da BM.

Durante as escutas telefônicas realizadas pela investigação os acusados tratavam a negociação das drogas com mensagens codificadas, tratando a mercadoria como carne, farinha, reboco e outros termos que designavam a cocaína, maconha e o crack.

No total foram apreendidos 17 quilos de drogas, celulares, balanças de precisão, armas e uma grande quantidade de munição. Também foi apreendido uma estufa com um pé de maconha em uma residência em Ijuí.

Foram expedidos 25 mandados de prisão preventiva e 38 mandados de busca e apreensão nas cidade de Ijuí, Cruz Alta, Santa Rosa e Jóia.  Ao total, até às 11h, foram presas 26 pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, todas foram encaminhadas diretamente a Penitenciária Modulada de Ijuí.
Nesta data (23/06) o Poder Judiciário publicou a sentença do 1º grau, referente a  parte dos traficantes que foram investigados na OPERAÇÃO COMBATE, com imposição de penas altas, mostrando a sociedade e aos criminosos que o crime não compensa.

Foram condenados:
Marcelo de Ávila Skalski: 12 anos, 7 meses e 26 dias de reclusão;
Ivaldete Gambim: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão;
Celso Adriano dos Santos: 12 anos, 7 meses e 26 dias e reclusão;
José Flávio Alves, “Chapinote”: 10 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão
Valdomiro dos Santos: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão;
Tiago Daniel da Silva: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão;
Henrique Jonas Meinl: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão;
Severo Daltoé Taborda: 12 anos, 7 meses e 26 dias e reclusão;
Douglas de campos Scherer: 10 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão;
Dionatan Domeraski Scherer: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão
Tiago Zborowcki Correa: 09 anos, 8 meses e 12 dias de reclusão
Antônio Miguel Barboza de Souza: 10 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão;
Sidnei da Rosa "Zumbi": 10 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão;
Pablo Ariel Hendges: 10 anos, 1 mês e 15 dias de reclusão;

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!