Busca rápidaX

Drones contra Soldiers vale vaga na final e o fim de um tabu

22 de junho de 2018

O Ijuí Drones faz em 2018 seu melhor campeonato estadual. Está invicto após quatro partidas, onde anotou 173 pontos, uma média de 43 por confronto. Além disso, o time ijuiense sofreu até então somente 69 pontos, o que resulta num saldo positivo de 104 pontos.

Neste sábado, 23, a equipe pode carimbar vaga para a final. Porém, precisa bater um dos melhores times do Brasil: Santa Maria Soldiers. O jogo inicia às 14 horas no Estádio 19 de Outubro. A Rádio Progresso vai acompanhar. O placar vai ser atualizado no twitter do plantão esportivo da RPI, Keller Steglich.

Campanha Invicta

Dos três jogos da primeira fase, os dois primeiros foram fora de Ijuí. Dia 10 de março, o enxame ganhou do Bulldogs em Venâncio Aires por 40×28. Em sete de abril aplicou 87×00 no Gravataí Spartans no Estádio Nacional, em São Leopoldo. O embate marcou a estreia de Julian Crandall e Corey Wattson e a regra misericordiosa foi acionada já no segundo quarto do jogo.

O último jogo da fase de grupos aconteceu em 5 de maio, no 19 de Outubro. Na ocasião, a vitória foi sobre o Cruzeiro Lions por 24×20. Foi nesse jogo que Evandro Zilch foi ejetado. Ele cumpriu suspensão contra o Armada Futebol Americano nos playoffs no último dia 10 de junho, quando o Drones triunfou de virada por 22×21 no 19 de Outubro. Antes, porém, um grande susto. O elenco amarelo e preto sofreu 21×00 já no primeiro quarto do jogo.

Drones Nunca Ganhou do Soldiers

Ijuí Drones e Santa Maria Soldiers se enfrentaram seis vezes no campeonato gaúcho. São seis triunfos para os soldados. Três vezes em 2013, duas em 2016 e uma no ano passado. Somados os placares, o Soldiers fez 322 pontos no time de Ijuí e o Drones fez só 29 no time de Santa Maria. O Soldiers marca em média 53,6 pontos por jogo no Drones e sofre apenas 4,8 pontos dos ijuienses.

A partida deste sábado (23) é a terceira na colmeia do trabalho.

O Começo do Tabu

Os primeiros jogos ocorreram em 2013, quando o Drones estreou no estadual. Além dos semifinalistas deste sábado, o Porto Alegre Pumpkins foi o outro participante daquela edição. O primeiro choque entre as forças foi realizado em 5 de maio de 2013 e o Soldiers venceu por 93×02 na baixada melancólica. Ainda na primeira fase, houve um embate em Ijuí no dia 30 de Junho, no Poliesportivo, quando o elenco verde e preto venceu por 42×00. Mais tarde no campeonato, o Pumpkins desistiu do certame e, com isso, mesmo perdendo todos os jogos que havia disputado, o Drones foi para a final contra o Soldiers num 6 de outubro, de novo em Ijuí. Visitantes campeões com um 51×00.

Dois Anos de Hiato

Em 2014, o Drones não jogou. Voltou ao estadual em 2015, o primeiro organizado pela Federação Gaúcha de Futebol Americano. Mas os jogos entre os sete participantes eram eliminatórios e o enxame perdeu para o Pumpkins por 39×08 em 28 de fevereiro e sequer encarou o Soldiers.

Demais jogos em Santa Maria

Em 2016 o Gauchão FA foi dividido em duas conferências e os times estiveram no mesmo grupo. Primeiro se enfrentaram em Santa Maria num 20 de Fevereiro. Os mandantes ganharam por 35×07 e, no Wild Card, o Soldiers eliminou o Drones vencendo por 42×08 de novo no Presidente Vargas. A partida aconteceu num 21 de maio.

Ano passado as equipes também ficaram na mesma conferência. Entretanto, encontraram-se só uma vez. No dia 30 de abril, o Soldiers ganhou por 59×12 no Estádio Presidente Vargas.

Destaques do Drones

Alguns jogadores do Ijuí Drones sempre chamam a atenção. O QB Uil tem experiência e, apesar de cometer alguns erros no decorrer dos jogos, várias vezes consegue encontrar lançamentos longos e livrar a equipe de situações em que o elenco fica emparedado. Ano passado, teve excelente aproveitamento em arremessos para terceiras descidas longas.

Um reforço para 2018 foi o retorno de Eduardo Mundstock ao elenco como Center e Offensive Guard. Ele já foi o treinador (head coach) da equipe, precisou sair devido a compromissos pessoais, mas para a linha de frente. É um jogador de muita força física e exerce um papel de liderança e motivação fundamental.

Running Back “Cruzaltinha” Jonathan Machado já marcou sete touchdowns no campeonato, dois por jogo na fase de grupos e um nos playoffs. É sempre a aposta do jogo corrido. Se ele embalar, avança muito longe no campo adversário.

O Linebacker Felipe Zarth costuma fazer ótimas leituras dos adversários e no jogo contra o Armada FA foi decisivo para a consolidação da virada, inclusive com uma interceptação fundamental para o triunfo.

Porém, em 2018 ninguém chama mais atenção do que os dois jogadores norte-americanos. Julian Crandall foi o primeiro a desembarcar em Ijuí. Já é experiente, tem 28 anos e no decorrer do campeonato fez sete touchdowns (TD’s) e quatro conversões de dois pontos. Corey Watson está com 21 anos. É menos experiente, mas possui muita velocidade e conhece a malandragem do esporte. Anotou três TD’s no Estadual.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso AM 690

Deixe seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!