Busca rápidaX

Duas escolas de Ijuí são contempladas com o Programa Avançar na Educação, do Governo do Estado

15 de outubro de 2021

O programa “Avançar na Educação”, lançado ontem pelo Governo do Estado, vai contemplar duas escolas de Ijuí, que serão “escola padrão”: o Instituto Estadual de Educação Guilherme Clemente Koehler e a Escola Estadual de Ensino Médio São Geraldo. O programa, que tem investimentos de um bilhão e 200 milhões de reais, até o próximo ano, vai promover obras de melhorias de infraestrutura física e tecnológica nos educandários, capacitação de profissionais e qualificação de programas como o Novo Ensino Médio, revisão dos cursos da Educação Profissional, entre outros.

Uma das estratégias do programa Avançar na Educação envolve a criação das 56 chamadas “escola padrão” da rede estadual. Essas instituições receberão uma reformulação de seus espaços, adquirindo internet de alta velocidade e conectividade, salas de leitura e recursos, acessibilidade, e a padronização de espaços de convivência, como áreas esportivas, refeitórios, salas de professores, cozinha etc.

Em entrevista à Rádio Progresso, a Coordenadora da 36ª Coordenadoria Regional de Educação, com sede em Ijuí, Eveline Eberle, disse que o projeto representa um ganho para a comunidade regional. Segundo ela, os alunos das escolas contempladas receberão chromebooks individuais. “Claro que talvez esses equipamentos não poderão ser levados para casa, mas ficarão à disposição do aluno. Um avanço importante”, pontuou. 

Para o Governo do Estado, melhorar a infraestrutura física e tecnológica, assegurar a recuperação da aprendizagem pós-pandemia, qualificar o ensino público gaúcho de forma mais inclusiva e equitativa e capacitar os profissionais envolvidos são os objetivos do Avançar na Educação.

O Avançar na Educação também pretende aprimorar os resultados obtidos por meio de indicadores de aprendizagem e dar continuidade ao Programa Aprende Mais, com foco na recuperação e aceleração do ensino. Para isso, o governo conta com a colaboração da iniciativa privada e do terceiro setor. Uma das colaboradoras é a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna, que participou do lançamento por videoconferência.

Outra novidade do Avançar é o Agiliza RS, projeto que prevê o repasse extraordinário de R$ 228 milhões para a autonomia financeira das escolas de educação básica e profissional. Com o dinheiro em caixa, as próprias equipes diretivas das escolas poderão conduzir pequenos reparos, como troca de telhas, manutenção de rede elétrica, além de reformas em prédios.

As instituições que estão com a infraestrutura em dia poderão usar o recurso para outras melhorias e investimentos com o repasse extraordinário, como a construção do Espaço Maker, anunciado por César Diniz, diretor da Escola Estadual de Ensino Médio Vereador José Adão de Assis Barbosa, de Camaquã.

INVESTIMENTOS DO AVANÇAR NA EDUCAÇÃO

APRENDE MAIS: R$ 637,2 milhões
Para o programa de recuperação e aceleração da aprendizagem, incluindo:
• Formação e matrizes de referência, com a contratação de 4 mil profissionais (R$ 269,4 milhões);
• Bolsa Formação para os profissionais envolvidos no programa (R$ 154,7 milhões);
• Material didático para o desenvolvimento de materiais e formação (R$ 6,4 milhões);
• Acompanhamento e permanência, com busca ativa e acompanhamento dos estudantes (R$ 6,7 milhões);
• Bolsa Permanência para estudantes do Ensino Médio (R$ 180 milhões) e
• Realização do 4º Ano do Ensino Médio (R$ 20 milhões).

INVESTIMENTOS EM OBRAS E TECNOLOGIA: R$ 243 milhões
Para melhorar infraestrutura física e tecnológica, incluindo os seguintes itens:
• Laboratórios móveis com 30 chromebooks para todas as escolas da rede (R$ 128 milhões);
• Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) completo de 500 escolas (R$ 12,5 milhões);
• Adequação predial e tecnológica da Secretaria da Educação (Seduc) e coordenadorias regionais de educação – CRE (R$ 30 milhões);
• Implementação de 56 Escolas Padrão (R$ 72,5 milhões).

AGILIZA EDUCAÇÃO: R$ 228,1 milhões
Repasse extraordinário de Autonomia Financeira das Escolas da Educação Básica e da Educação Profissional, sendo que R$ 28 milhões já foram repassados no início do segundo semestre para apoio à retomada das aulas presenciais e mais R$ 200 milhões serão repassados nesta etapa para ações como manutenção elétrica, hidráulica e predial, e pequenas reformas de banheiros, refeitórios, cozinhas, salas de professores, nova pintura das escolas, novos portões e grades para dar mais segurança, entre outras.

ESCOLA DO AMANHÃ: R$ 59,3 milhões
Recurso para o Instituto de Educação Flores da Cunha, para conclusão da restauração do instituto e implementação do Centro de Desenvolvimento dos Profissionais da Educação e do Centro Gaúcho de Educação Mediada por Tecnologias (R$ 34,3 milhões) e do Museu Escola do Amanhã (R$ 25 milhões).

EDUCAÇÃO COM BASE EM EVIDÊNCIAS: R$ 27,8 milhões
Para aprimorar resultados dos indicadores de Permanência e Aprendizagem, incluindo Avaliação Formativa Bimestral, Sistema de Avaliação da Educação Básica no Estado do Rio Grande do Sul (Saers), Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) e Plataforma Foco.

ESCOLA DA VIDA: R$ 8,3 milhões
O total será dividido da seguinte forma:
• R$ 7,3 milhões para implementação do Novo Ensino Médio, Educação Profissional e Iniciação Científica;
• R$ 500 mil para revisão dos Cursos da Educação Profissional; e
• R$ 500 mil para a consolidação do Referencial Curricular Gaúcho do Ensino Fundamental.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!