Busca rápidaX

MANCHETES

Durante evento em Ijuí, representante do MEC diz que novo ensino médio irá atender diferenças regionais

12 de setembro de 2017

O 2º Seminário Estadual sobre o novo ensino médio iniciou hoje pela manhã e continua à tarde no Salão de Atos Argemiro Jacob Brum, no campus da Unijuí, em Ijuí. Em entrevista à Progresso o coordenador regional de educação Cláudio Souza salientou que o evento serve como oportunidade para aprofundar e conhecer a nova lei que modifica as diretrizes , além disso, debater o tema em niveis estadual e nacional. Segundo ele, com a nova proposta haverá mudança mais atrativa, para fazer com que os alunos permaneçam até o final desta etapa de estudo.

Já de acordo com o Coordenador Geral do Ensino Médio do Ministério da Educação, Wisley João Pereira, por ano, em média, ingressam no primeiro ano em escolas públicas do Brasil, oito milhões de jovens, no entanto, apenas um milhão e novecentos mil concluem o terceiro. Conforme o membro do Ministerio da Educação, o novo currículo tem como principal desafio, a compreensão do que se pode fazer com esse novo ensino médio. Outro ponto é a flexibilização da lei, importante para atender as características de cada território brasileiro.

Quanto à vigência do novo ensino médio, Wisley ressalta que a Base Nacional Comum Curricular da ultima etapa do ensino básico deve ser finalizada até dezembro e a pretensão do Mec é até meados de 2018 ter o documento que vai nortear os currículos de todo o Brasil. Ainda de acordo com Wisley, um ano após a homologação ocorre o planejamento do ensino, e no segundo ano começa a aplicabilidade dos planos em escolas piloto, para identificar o que pode melhorar e ser adaptado.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!