Busca rápidaX

MANCHETES

Em 48 dias, sete pessoas são assassinadas e quatro casas incendiadas em Ijuí

27 de fevereiro de 2020
Materiais inflamáveis e uma arma de fogo foram apreendidos ontem. Foto: Brigada Militar/divulgação

No intervalo entre os dias 9 de janeiro e 26 de fevereiro de 2020, pelo menos sete assassinatos foram registrados em Ijuí. Além disso, quatro residências foram consumidas por fogo.

O crime mais recente ocorreu na noite desta quarta-feira (26), na rua Tobias Barreto, no bairro Luiz Fogliato, próximo a penitenciária modulada. João Batista Flores Franco, de 54 anos, foi morto a tiros.  Já no último dia 18, Andressa dos Santo da Silva, grávida de seis meses, foi morta a facadas no bairro São Paulo. O suspeito foi preso instantes após o crime.

Somente nesta semana, quatro incêndios foram registrados no município, sendo dois no bairro Colonial, um no Pindorama e outro no Luiz Fogliato. Um homem, suspeito de ter participação nestes crimes, foi preso ontem. Com ele a polícia apreendeu materiais inflamáveis e uma arma de fogo.

De acordo com o Comandante do 29º BPM de Ijuí, Major Edilson Della Flora Góes, a maioria dos crimes estão relacionados ao tráfico de drogas e ocorrem devido a um conjunto de fatores. “Está ligado ao sistema carcerário, pois quando há a transferência de líderes de facções criminosas a Ijuí, este tipo de crime se fortalece. E também esses crimes estão relacionados ao aumento no consumo de drogas”, destaca o Major.

O comandante também salienta que a Brigada Militar não consegue ter ideia da dimensão das facções instaladas em Ijuí, mas que atua no combate ao crimes diariamente, mesmo que o efetivo seja insuficiente. “Precisamos de mais policiais”, finaliza Góes.

Ouça a entrevista com o Comandante:

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!