Busca rápidaX

MANCHETES

Em entrevista na RPI, ex-Ministro da Agricultura considera que operação Carne Fraca teve repercussão maior que o necessário

24 de março de 2017
Com a autroridade de quem já esteve em vários países e atuou para melhoria da abertura do mercado agrícola brasileiro no exterior, o ex-Ministro da Agricultura, Francisco Turra, considera que o recente caso de irregularidade na concessão de licenças para carnes de alguns dos grandes frigoríficos do país trouxe dano muito grande. Durante entrevista nesta manhã na Progresso, ele ressaltou que a imagem do Brasil no exterior ficou maculada e culpou, em grande parte, os meios de comunicação que deram um alarde muito grande para a operação da Polícia Federal, que aconteceu há uma semana.

Para Francisco Turra, era necessário apenas que a Polícia Federal agisse, como aconteceu. Defendeu a punição de funcionários da agricultura, caso se comprove a culpa. No entanto, o ex-Ministro da Agricultura observou que restou a impressão que tudo estava comprometido no Brasil e que não apenas a carne, mas outros produtos brasileiros estão em desacordo com o padrões do mercado internacional. Turra esclareceu que para abrir o mercado de um país estrangeiro para compra de produtos brasileiros demora, em média, 10 anos, mas para perder esse mercado, basta alguma irregularidade.

 
 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!