Busca rápidaX

MANCHETES

Em função da pandemia, casos de câncer de mama devem aumentar no próximo ano, afirma Coordenador do Cacon de Ijuí

23 de outubro de 2020

O mês de Outubro é dedicado aos cuidados e prevenção contra o câncer de mama, através da campanha “Outubro Rosa”. No Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer- Inca- a estimativa é de que até o final de 2020 sejam registrados cerca de 625 mil casos de câncer, desses, pelo menos 66 mil são referentes ao câncer de mama. Em função da pandemia de coronavírus, principalmente nos meses de abril e maio, houve uma redução de aproximadamente 70% dos diagnósticos nos grandes centros de referência.

Em Ijuí, segundo o Coordenador Médico do Cacon- Centro de Alta Complexidade em Oncologia do Hospital de Caridade de Ijuí (HCI), Fábio Franke, estima-se que surjam 300 novos casos por ano, porém, em função da pandemia, neste ano a casa de saúde não deve atingir nem os 200 registros. “Provavelmente no ano que vem teremos um aumento no número de casos diagnosticados que estavam represados e devem vir num estágio mais avançado, o que vai aumentar os custos de tratamento aos pacientes do SUS” afirma Fábio Franke.

Segundo ele, 80% dos pacientes Brasileiros são atendidos pelo Sistema Único de Saúde, e a preocupação é de que no próximo ano não haja recursos e nem vagas suficientes para atender tanta demanda.

Diante do cenário preocupante, o Coordenador do Cacon de Ijuí alerta as mulheres sobre a importância de aproveitarem as campanhas e horários especiais durante o Outubro Rosa para colocar a mamografia em dia. Ele lembra que o câncer vai ser a principal causa de morte até 2029, ultrapassando as doenças cardiovasculares. “Não deixem de se prevenir, afinal, quase 90% dos casos de câncer de mama são curáveis quando diagnosticado no início” finaliza.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: RPI
error: Conteúdo protegido!