Busca rápidaX

Emater confirma região de Ijuí como uma das áreas com maiores perdas pela estiagem

14 de janeiro de 2022

A estiagem atinge acima de oito mil localidades no Rio Grande do Sul e mais de 207 mil propriedades rurais. Cerca de 10 mil e 500 famílias têm dificuldades ao acesso à água. Os dados constam no levantamento sobre os efeitos da seca nas principais atividades agrícolas do território gaúcho, apresentado nesta sexta-feira, 14, pela Emater.

Em relação ao milho grão, nas áreas atendidas pelos escritórios regionais da Emater de Frederico Westphalen, Ijuí e Santa Rosa, as perdas podem chegar a 60%. Na região de Ijuí, o milho silagem tem a maior quebra, em torno de 65%. Referente à soja, 6% da área projetada ainda não foi plantada, visto a falta de chuva.

Os impactos da estiagem sobre a soja variam de 3% a 26,5% no Rio Grande do Sul. No que consta ao feijão, as maiores perdas também estão na região de Ijuí, com redução de 60% da expectativa inicial de rendimento. Já no que concerne à produção leiteira, a estiagem acarreta diminuição de um milhão, 660 mil litros por dia. As regiões da Emater de Ijuí, Santa Rosa e Frederico Westphalen concentram o maior número de pedidos de Proagro.

Confira, na íntegra, o levantamento da Emater sobre efeitos da estiagem  na agricultura do Rio Grande do Sul

Fonte: Radio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!