Busca rápidaX

Empresários doam R$ 14 milhões em armas, carros e equipamentos para a Segurança Pública em Porto Alegre

3 de março de 2018

Um grupo de empresários decidiu ajudar as autoridades e investiu pesado para melhorar a segurança pública em Porto Alegre. Eles doaram cerca de R$ 14 milhões em armas, veículos e equipamentos que beneficiarão a Brigada Militar e a Polícia Civil da capital gaúcha.

São 46 caminhonetes, cada uma delas avaliada em R$ 150 mil. Desse total, 40 viaturas serão destinadas à BM e seis para a Polícia Civil. Os veículos estão prontos, em um estacionamento da polícia aguardando o momento de entrar em operação.

Os carros estarão nas ruas a partir do dia 28 de março. Elas serão usadas em operações especiais, mas também para reforçar o policiamento no Centro e também na Zona Norte da capital, áreas mais populosas, com maior circulação econômica e com altos índices de criminalidade.

"O que está acontecendo aqui em Porto Alegre é um exemplo notável para o país. Essa doação de um valor significativo em armas, carros, equipamentos para a Segurança Pública são muito bem-vindas", afirma o secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer.

E essa não é a primeira vez que esses empresários auxiliam o governo do estado. Em fevereiro do ano passado, esse mesmo grupo bancou o conserto de mais de 100 viaturas. Agora, a meta deles é fazer com que mais pessoas se unam à campanha e as doações cheguem a R$ 300 milhões.

"Existem coisas em que a iniciativa privada não pode se meter como, por exemplo, a contratação de policiais, que a gente sabe que é uma carência que hoje existe. Agora, equipamentos como veículos, armas, coletes, rádio e questão de tecnologia para um policial, isso sim a iniciativa privada pode ajudar", diz Fração.
 

Projeto de lei do Piratini também busca doações
O governo gaúcho enviou um projeto de lei à Assembleia Legislativa, que foi aprovado no ano passado e sancionado em janeiro deste ano pelo governador José Ivo Sartori, que isenta o pagamento de ICMS para quem contribuir para a compra de equipamentos e veículos destinados à Segurança Pública.

Nesta semana, o secretário Cezar Schirmer confirmou que o estado vai receber mais de R$ 9 milhões em doações nas próximas semanas. Isso porque a lei deve ser regulamentada em breve.

Ainda assim, o Piratini diz que não tem dinheiro suficiente para a contratação de pessoal e alega que é preciso concluir logo o processo de adesão ao Regime de Recuperação Fiscal com a União. O projeto foi aprovado na madrugada de 8 de fevereiro pela Assembleia Legislativa, mas a oposição recorreu à Justiça para tentar anular a votação.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!