Busca rápidaX

MANCHETES

Empresas demonstram interesse em assumir fábrica onde funcionou a Nestlé em Palmeira das Missões

31 de julho de 2019

O poder público de Palmeira das Missões se mobiliza para que uma nova empresa assuma a estrutura onde funcionava a unidade da Nestlé, que encerrou atividades há cerca de um mês. Segundo o prefeito, Eduardo Freire, vários grupos empresariais já anunciaram desejo de assumir a planta. Amanhã, Freire vai ter reunião, em Porto Alegre, com um grupo e o governo estadual.

O prefeito de Palmeira das Missões antecipa que a Nestlé não deverá reassumir os trabalhos e possivelmente dia 16 de agosto vai se reunir, em São Paulo, com representantes da empresa a fim de acertar detalhes para que haja facilitação para demais interessados retomar os trabalhos.

Eduardo Freire comenta que existe expectativa de ampliação da produção, num cotejo com o que era desenvolvido pela Nestlé. Cita a perspectiva de que a planta de Palmeira das Missões faça industrialização de lácteos, projeto que nunca foi colocado em prática pela Nestlé, que em cerca de 10 anos apenas recebeu leite.

A indústria pode para produzir leite em pó e queijos. A capacidade é de receber até dois milhões de litros de leite por dia. No auge, a Nestlé chegou a receber em torno de um milhão e 500 mil litros. Quando estava para fechar, o recebimento era de 150 mil litros diários.

O prefeito de Palmeira das Missões também ressalta que outro foco é na geração de empregos. A Nestlé gerou expectativa de abrir 500 postos de trabalho, mas nunca passou de cerca de 70. No fim das ações, eram 18 funcionários. A expectativa é que em dois meses ocorra definição de novo empreendimento para assumir a planta deixada pela Nestlé em Palmeira das Missões.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!