Busca rápidaX

Entidades se unem para evitar chegada da peste suína africana

18 de agosto de 2021

A Associação Brasileira de Proteína Animal e outras 21 organizações nacionais de 18 países da América Latina criaram um comitê para debater estratégias de prevenção à Peste Suína Africana. Recentemente houve confirmação de focos da doença na República Dominicana, o que mostra que o vírus está presente no continente americano. O comitê trabalha para fortalecer a defesa sanitária. Durante entrevista na RPI, hoje pela manhã, a diretora técnica da Associação Brasileira de Proteína Animal, Sulivan Alves, disse que o objetivo é que todos falem a mesma língua, por meio de boas práticas, dentre outras ações. Sulivan Alves comentou a ênfase no trabalho conjunto entre entidades, produtores rurais e indústrias.

A entrevistada ainda destacou o aumento de exportações de carne brasileira de aves e suínos. No mês passado, as vendas de carne suína tiveram aumento de 2,2% em comparação com o mesmo período de 2020. No acumulado do ano, as exportações de carne suína alcançaram alta de 14,76%. China, Chile e Uruguai são os principais países importadores. O Rio Grande do Sul, entre janeiro e julho deste ano, embarcou 22,7% de carne suína a mais que igual período de 2020. Por outro lado, no mês passado a exportação de carne de frango do Brasil foi 16,4% a mais que julho de 2020. No acumulado de 2021, as vendas de carne de frango registraram 7,98% de elevação no tocante ao primeiro semestre do ano passado. A China foi o maior importador, seguido de Japão e Emirados Árabes.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Radio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!