Busca rápidaX

MANCHETES

Equipe sentinela vai monitorar prejuízos causados pela seca em Jóia. “Produção do milho já está perdida” lamenta prefeito

6 de dezembro de 2021

A falta de chuva já é uma realidade que assombra diversos municípios da região, principalmente na área da agricultura. Em Jóia, uma reunião nesta manhã (06) entre Executivo e Defesa Civil deu início a uma série de encontros para debater sobre os prejuízos causados pela estiagem.
O que mais preocupa, segundo o prefeito Adriano Marangon de Lima, é a falta de água tanto para consumo humano quanto para os animais. Por isso, na manhã desta segunda-feira foi criada uma equipe sentinela, que será responsável por acompanhar 24 horas por dia qualquer situação que envolva a falta de chuva. Marangom afirma que a equipe vai atuar no recebimento de pedidos e encaminhamento de demandas. Além disso, a prefeitura vai iniciar o trabalho de abertura de bebedouros para o gado.
O prefeito garante que as demandas serão atendidas independente dos feriados de Natal e ano novo. Também ficou definido nesta manhã que serão realizadas reuniões semanais para um melhor acompanhamento da situação. O trabalho ocorre em conjunto com a Emater, que dá início nessa semana a um levantamento para trazer números efetivos sobre os prejuízos contabilizados até agora. No entanto, mesmo que chova nos próximos dias, algumas perdas já são irreversíveis. “A menos que o agricultor possua o sistema de irrigação, a produção do milho e pastagens já está perdida” lamenta Adriano. O chefe do Executivo disse que a prefeitura não vai medir esforços pra atender a população, e que até fevereiro de 2022 deve ser instalado um reservatório de água com capacidade para 100 mil litros, já que hoje, os maiores suportam apenas 35 mil. Em razão da situação de seca, a prefeitura já efetua a reestruturação da rede de água na cidade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!