Busca rápidaX

Equipes concluem barragem e focam em casa de máquinas de usina entre Jóia e Boa Vista do Cadeado

11 de agosto de 2020
DCIM100MEDIADJI_0259.JPG

A Central Geradora Hidrelétrica (CGH) Igrejinha está sendo construída no leito do rio Ijuizinho, na comunidade de Ponte Queimada, na divisa entre os municípios de Boa Vista do Cadeado e Jóia. O empreendimento pertence à empresa Boa Vista do Cadeado Energia Ltda., formada pelas participações das cooperativas Ceriluz, detentora de 59% dos ativos, e Coprel, que responde por 41%, totalizando um investimento estimado em R$30,2 milhões.

Com Licença de Instalação desde dezembro de 2017, a obra teve início em meados de junho de 2019, com os primeiros trabalhos concentrados na barragem, que reaproveitou a antiga estrutura da Usina Tarumã.  

A reconstrução da barragem agora está concluída, com as equipes de trabalho centrando esforços na limpeza das ensecadeiras construídas, justamente para a estruturação do barramento. Além do reforço da barragem já existente no local, foi implantada uma comporta central e ombreiras laterais, para ampliar a segurança do barramento.

Outro trabalho que está concluído é a limpeza do túnel adutor. As equipes da empresa Pedra Branca Escavações agora fazem o acabamento na entrada do túnel com jateamento de concreto usinado.

Desta forma, o projeto entra em sua penúltima fase, de conclusão do canal adutor e conclusão da Casa de Máquinas. O canal adutor ainda vai exigir algumas detonações de rocha para aprofundamento, enquanto que a Casa de Máquinas se encontra em fase adiantada de construção civil, na eminência da conclusão das paredes.

A última etapa vai se caracterizar pela instalação dos equipamentos para a geração de energia, incluindo a tubulação forçada, turbinas e geradores, além de todo o sistema elétrico.

Com uma queda de 18,5 metros em relação ao ponto de coleta de água e a localização das turbinas, e um canal adutor de 618 metros escavado na rocha, a CGH Igrejinha terá uma capacidade instalada de 4,85 Megawatts (MW).

Meio Ambiente – Além das demandas técnicas, a Licença de Instalação (LI) do projeto contempla também ações socioambientais visando a compensação dos impactos. Atendendo a esses requisitos a empresa Boa Vista do Cadeado Energia realizou a doação de mil mudas nativas para produtores rurais do Assentamento Rondinha, localizado às margens do rio Ijuizinho, vizinho à usina.

A iniciativa complementou uma segunda campanha de arrecadação de alimentos realizada nos assentamentos de todo o Brasil, promovido pelo MST. Os assentados que doaram alimentos, produzidos em suas propriedades, em contrapartida receberam 20 mudas de árvores. A estimativa dos organizadores é, nesse ano de 2020, plantar oito mil árvores nativas no município de Jóia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí e Ceriluz
error: Conteúdo protegido!