Busca rápidaX

Escola rural com mais de 60 anos de idade é fechada no Estado

7 de março de 2018

Uma escola rural com mais de 60 anos de idade foi fechada pela prefeitura de Pinheiro Machado, na Região da Campanha, sob alegação de que não há recursos para manter o funcionamento do local, além do reduzido número de estudantes.

"Eu gostaria de ficar aqui porque eu vou ter que fazer uma viagem maior, não só eu, como todos os outros, e eu gostaria muito de ficar aqui", afirma a aluna Juliana Rocha.

Depois de mais de 65 anos, a escola de Pinheiro Machado começa o ano com os corredores vazios. No ano passado, nesta mesma época, 70 crianças estudavam ali.

"Dá uma sensação de solidão. Era para estar todo mundo aqui, a gurizada brincando, nós cuidando do almoço. 'Tira o boné da cabeça, vamos nos alimentar direito, olha a fruta…' dá uma tristeza muito grande em todos nós", lamenta a diretora da escola Mariza Rocha.

Quase 60 estudantes estavam matriculados para cursar do pré ao 9º ano na escola, mas a prefeitura da cidade decidiu encerrar as atividades no colégio. a decisão deixou professores, pais e estudantes indignados.

"De uma hora pra outra vão tirar tudo dessas crianças. Vão tirar o carinho, vão tirar o afeto, vão tirar tudo, vão tirar a casa deles", reclama Helena Teixeira, da Associação de Pais e Alunos.

A Prefeitura de Pinheiro Machado alega que o número de alunos caiu drasticamente. Conforme o vice-prefeito, há 10 anos a escola tinha 240 alunos. A administração diz ainda que o município está mergulhado em uma profunda crise financeira, e que com o fechamento da escola, fará uma economia de R$ 300 mil por ano.

"O município vive hoje uma crise financeira muito grave muito séria estamos aí atrasando salários dos funcionários. A comunidade tem todo o direito de ter sua comoção mas nós estamos aqui para fazer uma administração que conduza esse município para outro cenário", afirma o vice-prefeito Jackson Fagundes Cabral.

Os estudantes que estavam matriculados foram transferidos para uma unidade de ensino na área urbana. A prefeitura diz que vai garantir o transporte dos estudantes.

A prefeitura informou ainda que ainda não tem destino definido para o prédio da escola, mas que o local será monitorado por um guarda para evitar depredações.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!