Busca rápidaX

MANCHETES

Escolas públicas de Ijuí e região mantém planejamento para aulas presenciais mesmo com decisão judicial

27 de abril de 2021

Mesmo com a decisão da Justiça, que ontem à noite negou a retomada de aulas presenciais para a Educação Infantil e primeiros anos do Ensino Fundamental no Rio Grande do Sul, a Coordenadoria de Educação, com sede em Ijuí, segue com organização do planejamento para receber os estudantes nas escolas, quando isso for possível. A coordenadora de Educação, Eveline Eberle, explica que até amanhã haverá esses encaminhamentos, até para ter os grupos divididos em caso de reinício de atividades presenciais, ou seja, parte em sala de aula e o restante com aulas a distância, num sistema de rodízio, visto a necessidade de distanciamento nas salas, o que impede todos os estudantes de forma presencial. Já os secretários de Educação dos municípios da Amuplam vão se reunir hoje à tarde em Ijuí, também para debater organização das escolas municipais para quando houver possibilidade de aulas presenciais.

Decisão judicial

As aulas presenciais vão seguir suspensas em escolas públicas e particulares do Rio Grande do Sul. Em sessão realizada no início da noite de ontem, a Quarta Câmara Cível do Tribunal de Justiça gaúcho negou recurso apresentado pelo Estado, que tentava o retorno de atividades presenciais em educandários para alunos da Educação Infantil, ainda de primeiro e segundo anos do Ensino Fundamental. Na última sexta-feira, um decreto do governo estadual liberou a retomada de aulas presenciais, a partir da extensão da cogestão do sistema de distanciamento controlado da Covid para a educação. === Com isso, mesmo o Rio Grande do Sul em bandeira preta, o sistema educacional poderia adotar normas até a classificação anterior, ou seja, bandeira vermelha e recomeçar aulas presenciais com crianças. Porém, domingo a Primeira Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre determinou a manutenção da proibição de atividades presenciais em escolas, o que foi reforçado ontem pela Quarta Câmara Cível do TJ/RS.

O entendimento é que as aulas não podem ser retomadas com estudantes em sala de aula enquanto perdurar a bandeira preta, que é o nível mais alto de risco para o Coronavírus. Em nota, o governo do Estado disse que analisa o teor da decisão tomada pela Justiça ontem à noite e estuda medidas cabíveis para garantir o retorno seguro das aulas presenciais.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!