Busca rápidaX

MANCHETES

Estado divide atenções entre nova vacinação contra febre aftosa e relatório que pede fim da imunização

30 de outubro de 2019

O governo gaúcho aguarda para a próxima semana o recebimento de relatório do Ministério da Agricultura sobre a auditoria feita recentemente no Estado, visto o pedido de tornar o Rio Grande do Sul livre de febre aftosa, sem vacinação.

Durante entrevista hoje pela manhã na RPI, o diretor do Departamento de Defesa Agropecuária da Secretaria Estadual da Agricultura, Antônio Carlos de Quadros Ferreira Neto, disse que esse relatório não vai ser conclusivo.

Segundo ele, os dados serão preliminares e um indicativo sobre a possibilidade de extinguir a imunização de bovinos e bubalinos contra a aftosa. A partir do relatório, a secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul poderá fazer apontamentos.

A expectativa é que em dezembro deste ano o Ministério da Agricultura emita o relatório conclusivo. No entanto, Antônio Carlos de Quadros Ferreira Neto confirma que todos os bovinos e bubalinos com até dois anos de idade terão que ser vacinados contra a febre aftosa em novembro. Com isso, a campanha começa sexta-feira. Em Ijuí, haverá medicamentos para aquisição nas agroveterinárias Agrovel, Dal Ros, Girassol e Farmacampo.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!