Busca rápidaX

MANCHETES

Estado não quer a privatização de Banrisul e Corsan

7 de março de 2017
O governo do Estado não cogita incluir a privatização ou a federalização dos ativos do Banrisul e da Corsan no processo de adesão ao regime de Recuperação Fiscal. A decisão foi reafirmada nesta terça-feira (7) pelo secretário da Fazenda, Giovani Feltes, logo no primeiro encontro de uma agenda de três dias com a missão do governo federal encarregada de avaliar a realidade das contas públicas do Rio Grande do Sul. "Estas empresas estão fora, pois o governo fez uma opção clara pelo setor de energia como possibilidade de oferecer garantias neste processo de negociação", afirmou o secretário.

As estatais que o governo está determinado a incluir nas negociações são a CEEE, a CRM (Companhia Riograndense de Mineração) e a Sulgás, com projetos tramitando na Assembleia Legislativa para retirar a exigência de plebiscito para a privatização. "Além de serem empresas com atratividade no mercado, são setores que precisariam de fortes investimentos nos próximos anos, algo que o Estado não dispõe. Não temos para pagar o salário em dia, como faríamos este aporte?", destacou.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!