Busca rápidaX

Ex-chefe de grupo de escoteiros de Fontoura Xavier vira réu por crimes sexuais

18 de janeiro de 2020
Relato de vítima de abusos — Foto: Reprodução/RBS TV

O ex-chefe do grupo de escoteiros Guamirim, de Fontoura Xavier, na Região Norte do Rio Grande do Sul, virou réu por estupro de vulnerável e violação sexual mediante fraude. A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público na última segunda-feira (13).

Segundo o MP, a Justiça aceitou a denúncia na íntegra, porém, não aceitou o pedido de prisão preventiva feita pelo promotor. O MP recorreu na sexta-feira (17). O advogado do acusado, André Maya, informou que a defesa já esperava o recebimento da denúncia.

“Seguimos aguardando agora a citação do réu para apresentar a resposta inicial da acusação. A partir desse momento, poderemos colaborar de forma efetiva com o esclarecimento dos fatos”, afirma Maya.

O homem havia sido indiciado pela Polícia Civil em outubro. A denúncia diz respeito ao relato de 14 vítimas. À época dos crimes, entre 2009 e 2014, elas tinham entre 10 e 17 anos.

A advogada Claridê Chitolina Taffarel, que representa as pessoas que fizeram as denúncias, disse que os casos ocorreram há anos, mas só agora as vítimas se sentiram seguras para relatar.

Dois outros pedidos de prisão chegaram a ser feitos, mas foram negados pela Justiça. O acusado acompanha o andamento do processo em liberdade.

“O objetivo é prestar contas à sociedade e fazer o alerta no sentido de evitar novos abusos e novas vítimas”, destacou o promotor Bill Jerônimo Scherer em novembro, quando a denúncia foi apresentada à imprensa.

“O MP também faz o alerta para eventuais vítimas que ainda não tenham se manifestado, por medo ou timidez, que o MP está à disposição da comunidade para receber informações a respeito de outros fatos que não sejam objeto dessa denúncia presentada hoje”, acrescentou.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: G1

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!