Busca rápidaX

MANCHETES

Ex-goleiro Luciano Moraes relembra passagem pelo São Luiz

17 de junho de 2020

O ex-goleiro do São Luiz, Luciano Moraes, além de ter uma boa qualidade técnica ficou notabilizado pela sua baixa estatura(1,76). O arqueiro, campeão da Copa Galego de 1997 defendendo o Rubro, hoje está aposentado e é professor de Educação Física em Pelotas onde reside. Ele concedeu entrevista para a reportagem. Confira:

PASSAGEM PELO SÃO LUIZ 

Joguei 3 anos no São Luiz, em 1997, 98 e 2000 ou 2001 e sempre fui bem acolhido pela cidade. As coisas que marcam são as amizades, até hoje mantenho contato com Kiko, Sandro Palharini, tive a honra de jogar com Paulo Gaúcho, então o mais importante que tive de Ijuí foram as amizades.

O São Luiz sempre teve excelentes goleiros, Jânio, Osvaldo, Alencar, eles foram grandes goleiros e exemplos de profissionais, mas fico lisonjeados por que na época que joguei no São Luiz, conseguimos fazer bons trabalhos, conquistei o título da Copa Galego de 97. Foi montado um elenco muito bom e tivemos grandes momentos dentro da competição e foi um título que marcou muito e foi uma conquista inesquecível.

CONQUISTAS NO FUTEBOL

Todas as coisas que eu conquistei e adquiri no futebol eu guardo com muito carinho. Tenho um CD que ganhei da Rádio Progresso, de um jogo onde fui escolhido o melhor em campo, além de outros prêmios que eram oferecidos pela Rádio que guardo com carinho.

ACESSOS

Oito acessos durante minha carreira. Hoje sempre falo para alguns desportistas, que toda vez que consegui um acesso, as equipes sempre eram aguerridas e para se obter acesso tem que ser assim, time brigador, catimbeiro como se diz, ter equilíbrio por que conquistar um acesso realmente é muito difícil.

BAIXA ESTATURA

Isso são dois momentos distintos que tive na carreira. Eu com 40 anos ainda tinha que provar que tinha condições de jogar futebol profissional, embora já jogasse desde os 18 anos, mas até os 40 eu tinha que provar que minha estatura não me atrapalha. Depois dos 40 o que começou a incomodar foi a idade, aí definiam que eu estava velho e esqueciam a questão da altura. Na verdade a minha altura nunca me prejudicou, por que você perde em estatura mais ganha em agilidade, velocidade, sempre tive a consciência que não era alto mas trabalhei muito.

APOSENTADORIA

Em 2013 conquistei o acesso com o São Paulo-RG e 2014 subi da terceirona para a divisão de acesso jogando pelo Rio Grande onde o clube conseguiu pagar todos de uma maneira correta, em 2015 onde foi meu último ano o clube teve dificuldades e isso é uma coisa que desgasta no futebol e chega um momento que você não aguenta mais. Eu já estava com 46 anos, idade bem avançada, já tinha formação de Educação Física e resolvi parar. Na verdade não tinha mais paciência para aguentar algumas coisas no futebol, hoje as coisas mudaram muito, antigamente você não recebia de um clube e não podia nem cobrar na justiça por que você era tachado de mau caráter. Passei 30 anos no futebol, onde joguei em 27 clubes na minha carreira e recebei direito de uns 4, 5, então tem determinados momentos que você não tem mais saco para aguentar essas coisas.

 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí - Foto: Diário da Manhã/Pelotas

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!