Busca rápidaX

MANCHETES

Executivo de Ijuí está autorizado a contratar empréstimo de R$35 milhões

22 de novembro de 2021

Depois de muito debate e com quase um mês de atraso se considerarmos as pretensões do executivo, a solicitação de abertura de crédito adicional no valor de R$35 milhões na Caixa Econômica Federal, finalmente foi votada nesta segunda-feira, 22. Aprovado por unanimidade, o recurso vai ser utilizado para suprir demandas pontuais e antigas de Ijuí.
O primeiro vereador a falar sobre a solicitação foi o Beto Noronha (PT). Mais uma vez, ele criticou a falta de detalhes sobre o projeto e o não retorno do executivo quando infirmações complementares foram solicitadas. Apesar disso, Noronha disse que seu voto favorável à abertura de crédito, se dá em razão da grande demanda por melhorias, existente no município.
“Espero que o Ijuí Pode Mais da campanha, realmente possa mais. E que o executivo não tente argumentar que não faz obras porque o legislativo dificulta”, disse o vereador.
Jeferson Dalla Rosa (PSB) também reclamou da falta de detalhes, mas reiterou a importância de soluções para questões recorrentes.
Ricardo Adamy (MDB) parabenizou o executivo por conta da busca pelo recurso e disse que todas as dúvidas dos vereadores, foram sanadas pelo executivo.
Matheus Pompeo, ao defender o voto favorável, disse entender que o executivo foi claro ao dizer que as demandas prioritárias para atendimento são as que constam no Plano Plurianual do município, o que demandaria mais do que os R$35 milhões em questão. “Eu participei de todas as reuniões do PPA, entendo que essas demandas terão prioridade, no entanto, sabemos que solucionar todas demanda mais que R$35 milhões.
Paulo Braga (PDT) defendeu a aplicabilidade do recurso e reiterou a importância dos vereadores fiscalizarem o trabalho do executivo quando o recurso finalmente estiver disponível nos cofres dos municípios.
Josias Pinheiro (PDT) foi o mais categórico no pronunciamento. Em meio a críticas pela falta de detalhes, ele ironizou: “espero que agora o executivo comece a administrar, pois estamos entrando no décimo segundo mês do ano e até agora muito pouco foi feito”. Josias continuou. “Até agora nada poderia ser feito porque estavam trabalhando com o orçamento da administração anterior. Ora, mas isso agora é novidade?”.
Bruna Gubiane (Mandato das Gurias, PCdoB) defendeu o voto favorável reforçando que uma das funções do vereador é dar suporte ao executivo na execução das melhorias necessárias do município. O Vereador Cleuton Rolim foi o único a votar contra.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!