Busca rápidaX

Executivo de Ijuí poderá romper contrato com hotel que hospeda pessoas com a Covid-19

5 de agosto de 2020

O contrato entre a prefeitura de Ijuí e o hotel que hospeda pessoas com a Covid-19 no município poderá ser cancelado. Hoje à tarde, 05, o prefeito em exercício, Valdir Zardin, assinou parecer da Procuradoria Jurídica do município que solicita informações do hotel sobre as despesas geradas até o momento e informa a ideia de encerrar o acordo. Porém, o hotel tem 72 horas para se manifestar sobre o possível cancelamento do contrato.

Segundo Valdir Zardin, a Procuradoria da prefeitura foi questionada pelo Ministério Público Federal de Santo Ângelo sobre a forma de contratação, visto que houve dispensa de licitação. Conforme a secretária de Desenvolvimento Social de Ijuí, Romi Rohde, quando surgiu o projeto de contratar vagas para isolamento de infectados pelo novo coronavírus, apenas o atual hotel que assinou o contrato manifestou interesse.

Agora, a administração municipal analisa a possibilidade de fazer licitação, quando todos os interessados poderão participar. O dinheiro para pagar a permanência das pessoas com a Covid-19 no hotel é do governo federal, com os encaminhamentos em Ijuí pelas secretarias de Assistência Social e da Saúde.

O objetivo é isolar os moradores de baixa renda, que possuem imóveis mais simples, a fim de evitar contato com familiares, para que a doença não se espalhe. Se o contrato for rompido com o hotel, os hóspedes possivelmente vão ter que voltar para as residências. Já o dinheiro que não for utilizado, retorna para o governo federal. No momento, cerca de sete pessoas estão hospedadas no hotel, em razão do novo coronavírus.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!