Busca rápidaX

Falta de material asfáltico paralisa obras da Bripav em Santo Ângelo

2 de dezembro de 2019
Foto: Fernando Gomes/Assessoria Prefeitura de Santo Ângelo

A falta na produção e entrega do cimento asfáltico de petróleo (CAP) paralisou algumas obras em Santo Ângelo. O material é obtido pelo processo de destilação do petróleo nas refinarias da Petrobras e que provém de petróleo importado ou nacional para o emprego em serviços de pavimentação ou industrial.

A empresa Bripav, responsável por várias obras de pavimentação em Santo Ângelo, está sofrendo com a falta do CAP. A causa apontada é o atraso na produção do material por parte da Petrobras – assim como a escassez do mesmo nas subsidiárias da empresa– afeta as ações da empresa.

O engenheiro da Bripav, Joanir Folgiarini,  afirma que a direção da Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP) informou problemas na produção de CAP e, também, na “amarração” de navio de petróleo em Tramandaí.  Comunica ainda que a previsão de normalização no fornecimento deve ocorrer somente no dia 10 deste mês.

“Já entramos em contato com subsidiárias da Petrobras em São Paulo e no Paraná e existe indisponibilidade para a entrega. Só a Petrobras produz esse material”, confirma Joanir, que diz ainda que caso a liberação ocorra no dia 10, já no dia 11 as obras deverão ser normalizadas.

As obras que a Bripav está realizando em Santo Ângelo e que estarão aguardando a chegada do CAP estão os asfaltamentos das ruas Marquês do Herval, entre a rua Tiradentes e Carlos; e Avenida Venâncio Aires, entre a Travessa Santo Antônio e Rua São José.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Santo Ângelo

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!