Busca rápidaX

Famurs se posiciona contrária a volta às aulas presenciais e condicionamento da liberação de atividades no RS

7 de outubro de 2020
Foto: Famurs

A Federação das associações dos municípios do RS – Famurs se reuniu ontem (06) em assembleia geral ordinária. Na oportunidade, a entidade reafirmou, por unanimidade entre os representantes de associações regionais e diretoria presentes, a contrariedade ao retorno presencial das aulas nos municípios gaúchos.

A nota emitida pela entidade, reitera a orientação de não retornar às atividades escolares enquanto não houver a segurança absoluta para crianças, estudantes e servidores da educação. Conforme a federação, as atividades devem ser mantidas de forma remota.

A nota solicita ainda que o governador Eduardo Leite não condicione o retorno de nenhuma atividade a eventual retorno presencial das aulas sob pena de ferir a autonomia dos municípios e impor aos gestores municipais pressões e responsabilidades que devem ser suportadas pelo Governo do Estado.

Confira a nota na íntegra:

A Famurs reunida em assembleia geral ordinária na manhã de hoje, 06 de outubro de 2020, entre outros temas, dialogou e deliberou, por unanimidade entre os representantes de associações regionais e diretoria presentes, o que segue:

– Reafirmar a orientação de não retornar às atividades escolares enquanto não houver a segurança absoluta para crianças, estudantes e servidores da educação, bem como garantir cumprimento integral da legislação e protocolos, respeitando a decisão contrária de municípios que, de acordo com a sua realidade local, considerarem preenchidos tais requisitos;

– Manter as atividades remotas de ensino conforme vem ocorrendo até o momento, mas solicitando, desde logo, à Secretaria Estadual de Educação, um plano para recuperação das aulas a partir da viabilização do retorno das atividades educacionais em todo o Estado;

– Reconhecer o trabalho dos servidores da educação que, desde o início da pandemia, não tem medido esforços em levar aos estudantes gaúchos as atividades remotas planejadas em cada educandário, mesmo com as dificuldades que o momento impõe a todos nós;

– Solicitar ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que não condicione o retorno de nenhuma atividade a eventual retorno presencial das aulas nas cidades gaúchas, sob pena de ferir a autonomia dos municípios e impor aos gestores municipais pressões e responsabilidades que devem ser suportadas pelo Governo do Estado.

A Famurs mantém, como sempre em sua história e especialmente neste momento de dificuldades, a plena disposição para o diálogo e a busca de alternativas e soluções coletivas para os problemas que nos afligem no dia a dia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Famurs
error: Conteúdo protegido!