Busca rápidaX

MANCHETES

Filha diz não acreditar em versão de UPA de que mãe tenha ‘autorressuscitado’

29 de abril de 2021

Adriane dos Santos, filha de Maria Margarete dos Santos Jesus, 62 anos, diz não acreditar na versão apresentada pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruz Alta, em que sua mãe teve a Síndrome de Lázaro e teria autorressuscitado. Amparada por advogados, a mulher afirmou em entrevista à Rádio Progresso que houve negligência.

Eu não acredito que isso tenha acontecido e estou procurando meus direitos. A médica daqui ainda não entrou em contato conosco. Minha mãe ficou quase duas horas sem oxigênio e pode ficar em estado vegetativo.

O CASO

Um caso raro na área de saúde foi registrado em Cruz Alta. No dia 22 de abril, a dona de casa aposentada Maria Margarete dos Santos Jesus, 62 anos, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município apresentando dificuldades. A equipe de saúde prestou atendimento, porém Maria foi declarada morta por volta de 14h02min. Após comunicar aos filhos que infelizmente a mãe havia morrido, a UPA entregou a Declaração de Óbito (DO) para uma filha registrar em cartório. No campo que indica o motivo que causou o óbito, constava a informação de “morte de causa desconhecida, tipo de morte ignorada”.

Um filho procurou a funerária, e tão logo a irmã chegou com a certidão de óbito registrada no cartório foram escolhidos o caixão, as flores e o local dos atos fúnebres. Maria seria velada na capela da Funerária Freitas e sepultada no cemitério municipal. Enquanto a filha de Maria buscava uma roupa para vestir na mãe, o carro fúnebre com dois agentes funerários partiu em busca do corpo. Quando chegaram a UPA, eles foram comunicados pelo porteiro que a paciente estava viva, e recebendo atendimento.

Como justificativa, a UPA  Segundo o médico Sérgio Ruffini, que conduziu a avaliação do caso, informou que a paciente voltou a respirar uma hora após sofrer uma parada cardiorrespiratória.Ele afirmou, em entrevista ao G1 que a mulher apresentou a Síndrome de Lázaro, tendo autorressuscitação.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!