Busca rápidaX

Florestas ocupam 17% do território do Rio Grande do Sul

27 de agosto de 2018
Dados levantados pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) indicam que a cobertura da área de floresta no Rio Grande do Sul é de aproximadamente 4,4 milhões hectares, o que equivale a 17% do território gaúcho. Esse segmento da biodiversidade exerce um papel importante, cuja conservação é vital à qualidade de vida das pessoas, além de tratar-se de um recurso econômico estratégico.
Resultados preliminares do inventário foram apresentados em reunião que contou com a presença de técnicos do Serviço Florestal Brasileiro, equipes da Sema, da Fepam e da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação (Seapi). A demonstração visa a promover o conhecimento das informações previamente levantadas e, a partir disso, sanar dúvidas e debater a etapa final do projeto.
O relatório preliminar do Inventário Florestal Nacional (IFN) demonstra ainda que 70% do total existente é de área florestal sadia. O material também complementa que 19% das árvores apresentaram sinais iniciais de deterioração, 5% indicam comprometimento da sanidade pela presença de sinais avançados de deterioração e 5% das árvores encontravam-se mortas em pé.
O IFN está sendo desenvolvido pela primeira vez no RS, pelo Serviço Florestal Brasileiro em parceria com a Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) para subsidiar estudos da existência e qualidade da diversidade florestal.
No Rio Grande do Sul, a coleta de dados de campo do IFN ocorreu em 776 pontos amostrais, distribuídos sistematicamente sobre toda a área do estado. Uma das propostas mais importantes do Inventário é contribuir com o conhecimento da diversidade biológica do país, efetuando um estudo qualitativo e quantitativo dos produtos florestais. Diagnósticos como esse são os principais suportes para o manejo sustentável das florestas. Da proposta do projeto, destaca-se uma base de dados que permite a caracterização do ecossistema florestal e o levantamento socioambiental com moradores do entorno, para esclarecer como as comunidades e moradores de áreas rurais percebem e utilizam os seus recursos florestais.
Nas próximas semanas, o SFB receberá contribuições técnicas das instituições vinculadas ao tema, no intuito de validar os resultados e publicá-los até o final de 2018. A cooperação da Sema com o SFB foi firmada mediante o Artigo 71 da Lei Federal n° 12.651/2012 que estabelece que “A União, em conjunto com os estados, Distrito Federal e os municípios, realizará o Inventário Florestal Nacional, para amparar a análise da existência e qualidade das florestas do país, em imóveis privados e terras públicas”.
Compartilhar
  • 14
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    14
    Shares
Fonte: Secretaria Estadual do Meio Ambiente / Foto: Keller Steglich

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!