Busca rápidaX

MANCHETES

Governo faz campanha de vacinação contra febre amarela em seis estados

12 de março de 2020

O Ministério da Saúde faz até o dia 31 de março a Campanha de Vacinação contra a Febre Amarela nos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Pará. A estimativa é de que aproximadamente 4,7 milhões de pessoas não são vacinadas nesses estados.

“A vacina é a forma mais segura e eficaz de evitar a doença e é indicada para pessoas entre nove meses e 59 anos de idade. Contudo, grávidas ou pessoas com 60 anos de idade ou mais devem procurar orientações no serviço de saúde para avaliar a pertinência da vacinação”, diz nota do Ministério da Saúde.

Para prevenir a doença, a população pode buscar um dos 43 mil postos de saúde no país para fazer a imunização.

O coordenador-geral de Vigilância em Arbovirose do Ministério da Saúde, Rodrigo Said, alertou que “a febre amarela apresenta alta letalidade, por isso é importante que a população atenda aos alertas dos serviços de saúde para vacinação, e desta forma prevenir a ocorrência de casos, óbitos e surtos de maior magnitude”. Segundo ele, a vacina é segura e tem eficácia acima de 95%.

De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente 33 municípios estão afetados pela circulação do vírus sendo 24 no Paraná; três em São Paulo; cinco em Santa Catarina, e um no Pará. Em 119 municípios vizinhos àqueles afetados e que por isso precisam de vacinação estão localizados nos estados do Paraná (55), São Paulo (27), Santa Catarina (27) e Pará (10).

“Além desses estados, o Ministério da Saúde decidiu incluir os estados da Região Sul por causa da dispersão do vírus para esses locais, por meio dos chamados corredores ecológicos, faixas de vegetação interligadas que possibilitam o deslocamento da fauna e flora”, diz nota do ministério.

Segundo o ministério, a estimativa de não vacinados contra a febre amarela em todo o país é de 118,2 milhões de pessoas e a meta de cobertura vacinal é de alcançar pelo menos 95% desse total.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Agência Brasil

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!