Busca rápidaX

Governo gaúcho pede antecipação da campanha de vacinação contra a febre aftosa

13 de fevereiro de 2020

O governo do Rio Grande do Sul pretende antecipar a vacinação geral, neste ano, de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa. Ontem, 12, durante encontro de lideranças gaúchas com a Ministra da Agricultura, Teresa Cristina, para debater medidas a fim de atenuar os efeitos da estiagem aos agricultores, foi entregue o pedido de antecipação da imunização.

Hoje pela manhã, a chefe da Divisão de Defesa Sanitária Animal da secretaria estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Rosane Collares, disse para a Progresso que a resposta ainda não saiu.

Ela explica que a antecipação da campanha contra a aftosa é necessária, pois o Rio Grande do Sul busca o status de livre de febre aftosa sem vacinação, com intenção de se igualar ao Estado do Paraná. Isso porque, o Paraná efetuou a última imunização em maio do ano passado e agora busca o reconhecimento internacional de livre de aftosa sem vacinação.

Diante disso, para acompanhar o Paraná, o Estado gaúcho precisa agilizar a campanha. O objetivo é imunizar os bovinos e bubalinos contra a aftosa entre meados do mês que vem e abril.

Por outro lado, no momento o governo gaúcho promove um novo ciclo de seminários para apresentar o trabalho desenvolvido pelo Estado para a evolução dos status sanitário de livre de febre aftosa sem vacinação.

Hoje haverá seminário em São Borja, no Remate Santa Úrsula, às 17 horas. Amanhã vai ser a vez do mesmo encontro em Santa Rosa, às 13 horas e 30 minutos, no Sindicato Rural. Na próxima segunda-feira, às 9 horas, o seminário vai transcorrer no Sindicato Rural de Palmeira das Missões; e às 14 horas no Sindicato Rural de Santo Ângelo.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!