Busca rápidaX

Havan planeja investir R$ 2 bilhões em 100 megalojas até 2022

12 de julho de 2017
Uma das maiores redes de lojas de departamentos do Brasil, a catarinense Havan projeta mais que dobrar de tamanho em cinco anos – até 2022 – com a mais intensa série de investimentos da sua história: R$ 2 bilhões. O anúncio foi feito pelo fundador e presidente da companhia, Luciano Hang, nesta terça, na matriz da empresa, em Brusque. Segundo ele, com essa expansão, a Havan chegará a 200 megalojas em 26 Estados, 25 mil empregos diretos e 100 mil indiretos. No mês que vem, somará 100 megalojas em 15 Estados,12 mil empregos diretos e 60 mil indiretos.

– O maior plano social, hoje, é a geração de empregos em um país que tem 14 milhões de desempregados – afirmou Hang. 

O investimento em cada unidade varia de R$ 15 milhões a R$ 40 milhões, dependendo do porte e das instalações necessárias. A meta é fazer em cinco anos o que a rede alcançou em 31 anos, desde a fundação. As próximas inaugurações estão previstas para Cacaol, Estado de Rondônia, ainda este mês; a centésima unidade será aberta em Rio Branco, no Acre, em 5 de agosto. 

Depois virão as unidades de Taubaté, São Paulo, e em Varginha, Minas Gerais em setembro; Indaial, SC, e Cascavel, no Paraná em outubro; Porto Belo em novembro, e, possivelmente, Joaçaba em dezembro. Ainda para este ano, a empresa negocia imóveis para instalar unidades nas cidades catarinenses de São José, Videira e São Miguel do Oeste. 

Os planos para o ano que vem em SC são mais unidades em Florianópolis, Joinville, Palhoça, Itajaí, Balneário Camboriú, Lages e Gaspar. Além disso, estão previstas lojas em Vilhena, Estado de Rondônia; Vitória da Conquista, na Bahia; Campinas e Mogi Mirim em São Paulo. Conforme o empresário, o plano de expansão prioriza a continuidade de projetos já lançados. 

A companhia conta com 1 milhão e 100 mil metros quadrados construídos. Hang revelou que está retomando os projetos para este ano e ano que vem com otimismo porque está percebendo reação das vendas. Na avaliação dele, a economia se descolou da crise política e o segundo semestre será ainda melhor em vendas. 

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido!