Busca rápidaX

MANCHETES

HCI tem superlotação, racionamento de insumos e registro de pacientes jovens com quadro clínico grave

1 de março de 2021

O Hospital de Caridade de Ijuí segue com lotação máxima nas alas destinadas ao tratamento da Covid-19, tanto em leitos clínicos quanto de UTI. De acordo com a médica Mariele Zardin Moraes, integrante da diretoria clínica do HCI, há pacientes internados no setor de emergência devido à superlotação. Salas de recuperação e estruturas destinadas a outros tipos de atendimento são utilizadas para a alocação de pacientes. Em alguns casos, há o encaminhamento de pessoas para o Hospital Bom Pastor. A principal preocupação neste momento é com relação aos insumos, como luvas, máscaras e aventais. O elevado consumo de anestésicos pelos pacientes Covid é outro problema. Segundo a diretoria do HCI, em todo o Estado há redução de oferta destes medicamentos, e atualmente os insumos são racionados para que não haja falta de anestésicos. Além disso, há dificuldades de conseguir profissionais médicos especializados no tratamento de doenças respiratórias, além de enfermeiros e técnicos afastados por infecção da Covid-19. Segundo a médica Mariele Moraes, cada vez mais pacientes jovens e com situação grave estão chegando ao HCI. Há casos onde pessoas infectadas com a Covid têm metade do pulmão comprometido pela doença, necessitando de tratamentos mais complexos mesmo fora das UTIs. A diretora clínica adjunta do HCI reiterou a necessidade das medidas para evitar a infecção pela Covid-19, já que o tratamento hospitalar via SUS é comprometido pela superlotação nas casas de saúde. Mariele Moraes também frisou que, caso haja aumento na demanda de pacientes, o Hospital de Caridade vai utilizar outras áreas de sua estrutura para formatar salas de atendimento clínico, medida considerada extrema.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!