Busca rápidaX

Hospital contrata ex-paciente com suspeita de Covid que vivia nas ruas

10 de agosto de 2020
Antônio como paciente e trabalhando - Fotos: divulgação

A direção de um hospital referência em filantropia em Belo Horizonte mudou a vida de um ex-paciente que vivia nas ruas e foi internado com suspeita de Covid-19.

Ele não tinha para onde ir quando recebeu alta e os profissionais de saúde da casa gostaram tanto do homem que fizeram uma campanha para o hospital dar uma oportunidade e contratar Antônio como funcionário.

Deu certo. Com ensino médio completo, Antônio Medeiros Junior, de 37 anos, conseguiu a vaga e agora é segurança do hospital. Esta foi a primeira semana de trabalho dele. Em nota enviada ao site ‘Só Notícia Boa’, a chefia elogiou a atuação do ex-morador em situação de rua.

História

Solteiro, desempregado e sem-teto, o homem chegou ao Hospital da Baleia em junho com tosse, dor aguda no peito e falta de ar. Eram sintomas do novo coronavírus, mas a equipe diagnosticou que ele teve um derrame pleural. Felizmente, Antônio foi tratado e conseguiu se recuperar.

Quando teve alta no final de julho, ele não tinha pra onde ir e a direção permitiu que o ex-paciente continuasse no hospital até conseguir uma casa no abrigo da prefeitura.

A boa ação ajudou Antônio a se alimentar e se cuidar adequadamente, além de evitar a contaminação por Covid-19 nas ruas.

Nisso, ele foi fazendo amizades dentro do Hospital da Baleia e a equipe de enfermagem, sensibilizada, se mobilizou para arrecadar roupas e comprar materiais de desenho, que é o hobby do Antônio. Ele ganhou inclusive um celular simples de um colaborador do hospital.

A contratação

Antônio escreveu à mão uma carta agradecendo pelo atendimento que recebeu (Veja abaixo). Amigos da equipe do hospital entregaram a carta pra o RH do hospital, indicaram o ex-paciente para alguma vaga de emprego e começaram uma grande mobilização para ajudar Antônio.

Deu certo. Ele foi contratado pelo Hospital da Baleia e desde o último dia 3 e integra a equipe de segurança da casa.

Antônio trabalha das 7 às 19h no plantão no esquema de 12×36 ( 12 horas de trabalho por 36 de folga).

Primeira semana

A direção disse que ele se saiu bem na primeira semana de trabalho. Afirmou que Antônio “tem boa postura e está desempenhando certinho a nova função”.

A chefia está confiante e o novo funcionário também. Agora, além de emprego, Antônio tem onde morar, numa república na região central de BH.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Só Notícia Boa
error: Conteúdo protegido!