Busca rápidaX

Hospital da PUC/RS começa monitorar primeiros voluntários da vacina experimental contra a Covid-19

14 de agosto de 2020

O hospital da PUC – Pontifícia Universidade Católica – do Rio Grande do Sul dá os primeiros passos na pesquisa que visa produzir uma vacina contra o novo coronavírus. A casa de saúde integra um grupo de locais do Brasil que aplica a vacina experimental que está em produção pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan, em São Paulo.

Trata-se da denominada Coronavac. Durante entrevista hoje pela manhã na RPI, o médico Fabiano Ramos, líder do estudo da vacina no hospital da PUC/RS e chefe do serviço de infectologia da mesma casa de saúde, disse que o estudo do medicamento está na fase 3, a última etapa.

No Rio Grande do Sul, as 10 primeiras pessoas já recebem a imunização e ontem o hospital da PUC foi autorizado a ampliar o número de voluntários. Conforme Fabiano Ramos, a ideia é que até meados ou fim de outubro desse ano seja finalizada a aplicação das doses nos voluntários.

A perspectiva é que os primeiros resultados sejam avaliados com maior amplitude no começo de dezembro para, aí sim, se houver aprovação do medicamento, poder ser disponibilizado para a população.

O médico Fabiano Ramos, que é natural de Ijuí, frisou que nesses últimos meses de 2020 o Instituto Butantan vai produzir 60 milhões de doses para serem aplicadas em brasileiros assim que a vacina contra a Covid-19 for aprovada pelos órgãos competentes.

Ramos ainda observou na entrevista na Progresso nesta manhã que até agora não houve reclamação de efeitos adversos dos primeiros voluntários que receberam a vacina experimental contra o novo coronavírus no Rio Grande do Sul. Todos os voluntários são da área da saúde, não estão contaminados com a Covid e seguem com atuação normal no trabalho do dia a dia.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!