Busca rápidaX

MANCHETES

Hospital Unimed Ijuí tem alta de 59% no atendimento de pacientes com sintomas respiratórios em relação ao mês passado

17 de janeiro de 2022

Os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) aumentaram 135% no Brasil nas últimas três semanas, em relação ao mesmo período de novembro, passando de 5,6 mil para 13 mil casos, informou a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Segundo o Boletim InfoGripe da instituição, divulgado no último sábado (15) a velocidade com que a Covid-19 se espalha entre a população brasileira cresceu, semanalmente, de 4% para 30% desde novembro. O crescimento da SRAG ocorreu em todas as faixas etárias a partir de 10 anos, desde o final de novembro e início de dezembro até este mês, informou a Fiocruz.


Em Ijuí, o Hospital Unimed relatou hoje (17) à reportagem da Rádio Progresso sobre a alta na procura por atendimento na Unidade de Pronto Atendimento, por pacientes com sintomas respiratórios. Somente nas duas primeiras semanas de Janeiro o número de pessoas atendidas já ultrapassa 59% o total de atendimentos no mês de dezembro do ano passado.

Segundo a Fiocruz, os dados laboratoriais apontam que esse aumento foi consequência tanto da epidemia de gripe quanto pela retomada do crescimento de casos de covid-19. No Brasil, essa alta procura é observada em todas as faixas etárias a partir de 10 anos, desde o final de novembro e início de dezembro até janeiro. A nivel nacional, o mesmo não ocorreu na faixa de 0 a 9 anos, que ao final de dezembro apresentou interrupção do crescimento da contaminação que se mantinha desde o mês de outubro de 2021. De acordo com o pesquisador responsável pelo InfoGripe, Marcelo Gomes, na faixa entre 10 e 19 anos é possível que o País já tenha atingido patamares similares aos registrados nos picos de março e maio de 2021. Em relação às crianças de 0 a 9 anos, os resultados laboratoriais associados a esses casos apontam predomínio de vírus sincicial respiratório (VSR), com aumento de casos de Influenza A ao final de novembro e ao longo de dezembro de 2021.

No Brasil, em todas as faixas etárias verifica-se aumento significativo de casos associados ao vírus influenza A (gripe) ao final de novembro e ao longo do mês de dezembro, tendo inclusive superado os registros de covid-19 em algumas destas semanas. No entanto, os dados relativos ao final de dezembro e à primeira semana de janeiro apontam para a retomada do cenário de predomínio da covid-19. Com exceção de Roraima e do Rio de Janeiro, todos os estados têm sinal de crescimento de casos de Síndrome Respiratória Aguda na tendência de longo prazo, sendo que todos esses estão com o indicador em nível forte (probabilidade maior do que 95%). O Rio Grande do Sul está na lista desses estados.

Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!