Busca rápidaX

MANCHETES

Ijuí e municípios da região são contemplados com recursos para perfuração de poços e construção de açudes

15 de julho de 2020
Leite, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, agradeceu os esforços de todos os agentes envolvidos no processo - Foto: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini

O governo do Estado anunciou, na manhã desta quarta-feira (15), recursos para os municípios no enfrentamento à estiagem e para mitigação dos danos causados pelos meses de seca no Rio Grande do Sul, entre o final do ano passado e o começo de 2020. No total, serão R$ 55,1 milhões destinados a perfuração de poços, construção de açudes e pagamento de horas-máquina para recuperação de estradas.

De acordo com a tabela divulgada pelo Governo do Estado, os municípios de Ijuí, Coronel Barros, Ibirubá e Ajuricaba receberão cada um R$ 70 mil, oriundos do Ministério do Desenvolvimento Regional. As cidades de Bozano, Cruz Alta e Eugênio de Castro também receberão R$ 70 mil cada uma, mas de recursos vinculados ao tesouro livre do Estado.

Também nas proximidades de Ijuí, os municípios de Chiapeta, Entre-Ijuís, Jóia, Saldanha Marinho, Santa Bárbara do Sul, Santo Ângelo e São Miguel das Missões, receberão a ajuda de R$ 137.915,00 cada um, de recurso proveniente da Fundação Nacional de Saúde.

Ainda para tomar medidas de enfrentamento à estiagem, Bozano, Caibaté, Condor, Frederico Westphalen e Guarani das Missões irão receber cada um R$ 60 mil. De acordo com os dados do governo do Estado, nas proximidades de Ijuí os municípios que receberão valores mais altos são Catuípe e Vitória das Missões, que foram contemplados com R$ 197.915,00 cada.  Augusto Pestana vai receber R$ 130 mil.

Os recursos resultam de ação conjunta entre o governo do Estado, a bancada federal gaúcha, a Assembleia Legislativa e o governo federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional. 

O governador Eduardo Leite, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, agradeceu os esforços de todos os agentes envolvidos neste processo. “Há uma ação coordenada, desde janeiro, por parte do governo do Estado, para minimizar os danos e os prejuízos da estiagem. Além disso, estamos trabalhando juntos para viabilizar meios de prevenção e de antecipação de cuidados em relação a futuras estiagens”, detalhou.

Dos R$ 55,1 milhões, R$ 10 milhões serão destinados à construção de 1.025 açudes, cuja execução ficará a cargo da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, em 102 municípios – cada um receberá dez. Esse valor, oriundo da Assembleia Legislativa, também será destinado à perfuração de 55 poços.

Os R$ 10 milhões do governo do Estado servirão para a perfuração de 50 poços e para a contratação de horas-máquinas em 53 municípios.

O secretário de Obras e Habitação, José Stédile, explicou que os R$ 6 milhões provenientes do Ministério do Desenvolvimento Regional serão destinados também à perfuração de poços. A Funasa perfurará o restante dos poços. A lista de municípios pode ser conferida ao final do texto.

Ao lembrar que a atual gestão já enfrentou três enchentes e uma grande seca, o secretário explicou que, em todas as dificuldades, o Estado tomou medidas para auxiliar os prejudicados. “É o resultado de um trabalho conjunto. Todos os municípios com decreto de emergência reconhecido pela Defesa Civil terão, no mínimo, um poço, 102 terão dez açudes e outros 53 municípios receberão recursos para contratação de horas-máquina”, garantiu. A definição de quais municípios serão contemplados seguiu critérios técnicos, estabelecidos pela Defesa Civil e pela Emater. A situação financeira de cada município também foi levada em consideração.

“Esses recursos são fruto de uma força-tarefa conjunta entre diversas frentes que combateram a seca deste ano. Com certeza serão de suma importância para que consigamos dar a estrutura necessária para que os municípios gaúchos atingidos pela estiagem possam estar melhor preparados para enfrentar uma nova seca no futuro”, projeta o secretário da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho.

O Plano de Enfrentamento à Estiagem é o resultado de um grupo de trabalho estabelecido para buscar alternativas e composto pelas secretarias de Obras e Habitação, Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Governança e Gestão Estratégica e pela Defesa Civil. O governador Eduardo Leite e o secretário de Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, também participaram de encontros para discutir o tema.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí - Governo do Estado
error: Conteúdo protegido!