Busca rápidaX

MANCHETES

Ijuí e outras quatro regiões recebem alerta do Governo do Estado na primeira rodada do Sistema 3As de Monitoramento

18 de maio de 2021
Tempo em Ijuí no início da manhã desta segunda-feira, 21

As regiões de Cachoeira do Sul, Cruz Alta, Ijuí, Passo Fundo e Santo Ângelo apresentam os piores indicadores de controle da Covid-19 e estão sendo alertadas pelo Governo do Rio Grande do Sul nesta terça-feira (18). A informação foi divulgada pelo Palácio Piratini no primeiro relatório do novo sistema 3As de Monitoramento – que está em vigor desde o último domingo, em substituição ao Distanciamento Controlado.

As regiões terão até o meio-dia da quinta-feira (20) para enviar ao Estado um novo plano de controle da disseminação do coronavírus. Se a proposta for considerada apropriada pelo Grupo de Trabalho, ela será aplicada imediatamente. Neste caso, as cidades permanecerão sob monitoramento. Caso contrário, o Piratini poderá intervir e estipular medidas adicionais a serem seguidas pelos municípios.

A classificação é fruto da soma dos dados epidemiológicos da Covid-19 e da pressão exercida sobre o sistema de saúde. Além das cinco regiões em alerta, sete receberam avisos, em razão da tendência de piora nos indicadores: Santa Maria, Uruguaiana, Santa Rosa, Palmeira das Missões, Pelotas, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul. Nestas localidades, será preciso redobrar a atenção nas próximas semanas.

Santo Ângelo tem a situação mais grave

Segundo o boletim, o panorama mais crítico foi identificado na região de Santo Ângelo. Por lá, o alerta foi emitido graças ao elevado e rápido crescimento da incidência de casos confirmados em sete dias. O indicador, que leva em conta a base de 100 mil habitantes, passou de 260,3 em 9 de maio para 424,1 em 16 de maio – um aumento de 62,9%. A incidência está 89% acima da média estadual.

Já a região de Cruz Alta apresenta aumento consistente nos casos confirmados há 10 dias, quando ultrapassou o indicador estadual. Em Ijuí, foi observado um aumento da incidência cumulativa nos últimos sete dias, com 763 casos confirmados. Já o alerta da região de Cachoeira do Sul se deve ao aumento de incidência de casos de Covid-19, assim como à alta taxa de ocupação de leitos.

Por fim, o Grupo de Trabalho alertou as cidades próximas a Passo Fundo com base em uma soma de fatores, regionais e macrorregionais. De acordo com o relatório, a região também apresenta aumento consistente nos casos confirmados de Covid-19, e ultrapassou a média estadual há uma semana. As internações em leitos clínicos, que cresceram 27% entre os dias 10 e 16 de maio, também contribuíram.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Editado de Governo do Estado do RS
error: Conteúdo protegido!