Busca rápidaX

Ijuí registrou 140 mortes no trânsito nos últimos dez anos

27 de setembro de 2021

No período de 2010 a 2019, foram identificados 125 acidentes fatais em Ijuí, que resultaram em 140 mortes. Os dados foram compilados pela Secretaria de Segurança Pública e Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul. Segundo o estudo, 2012 foi o ano mais violento no trânsito do município, quando ocorreram 26 óbitos, enquanto os menores índices registrados foram em 2016 com 5 acidentes fatais.

Em relação à natureza dos acidentes fatais, os maiores índices são das colisões (frontais e traseiras) e dos atropelamentos, que representaram 42% e 18% dos acidentes que resultaram em morte. Quanto à distribuição dos acidentes fatais, estes ocorreram em vias municipais e em rodovias estaduais e federais, as rodovias estaduais concentraram 43% do total, sendo que a RS 342 e a RS 155 representam 33% dos acidentes com morte no período.

Quanto as demais vias, a rodovia com mais acidentes registrados foi a BR 285 que concentrou 30% do total, enquanto nas vias municipais destacam-se a Avenida Vinte e Um de Abril, a Rua Jorge Leopoldo Weber e a Rua José Gabriel que somam 8% do total de acidentes, concentrando 31% do total de acidentes fatais ocorridos somente nas vias urbanas. No período analisado, identificou-se 32 acidentes nas vias municipais que resultaram em 33 mortes, destes 34% foram colisões (frontais e traseiras), 31% foram atropelamentos e outros 19% colisões laterais.

Analisando os tipos de veículos envolvidos em acidentes fatais, identificou-se que 30% dos acidentes tiveram participação de caminhões e outros 28% envolveram motocicletas. Com relação à distribuição dos acidentes por dia da semana e turnos, os finais de semana correspondem a 41% dos acidentes fatais analisados, foram 51 acidentes que resultaram em 60 óbitos, sendo que 41% destes ocorreram nas noites de sábados e domingos (21 acidentes). Outros destaques são as quartas-feiras a noite e as madrugadas de sábado. No geral, identificou-se que 39% dos acidentes ocorreram durante as noites, foram 49 acidentes no período que resultaram em 52 mortes.

Quanto ao perfil geral das vítimas fatais, em Ijuí a maioria era do sexo masculino: morreram 110 homens (79%) e 30 mulheres. Identificou-se que 74% dos homens que tiveram óbito estavam conduzindo veículos (todos os tipos) no momento do acidente. Já as mulheres, 53% estavam na condição de passageiras de veículos e outras 20% eram pedestres.

No que se refere a faixa etária das vítimas fatais, destacam-se os jovens com idade entre 18 a 29 anos e os idosos com 60 anos ou mais, correspondendo a 31% e 24% dos óbitos, respectivamente. Outras vítimas com representatividade foram aquelas na faixa etária de 30 a 34 anos com 14 mortes no período (10% dos óbitos).
Nos acidentes ocorridos em Ijuí identificou-se que 56% dos óbitos foram de ocupantes de veículos quatro rodas: faleceram 54 condutores e 24 passageiros, sendo que os ocupantes de motocicletas (considerando motonetas e ciclomotores) concentraram 23% do total: foram 28 motociclistas (todos homens) e 5 caronas.

Dos motociclistas, 46% tinham idade entre 18 e 29 anos. Quanto ao perfil dos condutores dos demais tipos veículos automotores, 87% eram homens e destes 45% tinham idade entre 18 e 34 anos enquanto 26% eram idosos. Outros partícipes com representatividade são os ciclistas que tiveram 7 mortes no período (três menores de idade e dois idosos), enquanto os pedestres correspondem a 16% do total dos óbitos, destes 45% eram idosos com idade superior aos 60 anos.

Ainda quanto a participação das vítimas fatais, identificou-se que 36% dos motociclistas não possuíam CNH ou estavam em condição irregular (CNH vencida, por exemplo) enquanto este índice foi de 7% nos demais condutores falecidos. Outro fato é que a maioria dos condutores e motociclistas falecidos eram homens (91% do total), sendo que dos motociclistas falecidos, três eram menores de idade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí
error: Conteúdo protegido!