Busca rápidaX

Ijuí tem vários pontos de votação na Consulta Popular

1 de agosto de 2017
Representantes do Codemi e sociedade civil divulgam a Consulta Popular e os locais de votação

A votação na Consulta Popular desse ano vai ser apenas via on line ou off line. O processo acontece de hoej até quinta-feira. Não haverá voto com cédulas de papel. Via on line os eleitores podem votar através do site www.consultapopular.rs.gov.br. No sistema off line, cada município vai disponibilizar tablets ou smartphones com aplicativos exclusivos para a votação.

Diante disso, equipes levarão esses equipamentos para diferentes pontos das cidades e áreas rurais, a fim de que as pessoas possam votar. Os eleitores precisam estar de posse do título eleitoral. No caso de Ijuí, haverá locais para votação da Consulta Popular nos ambulatórios, Praça da República, hospitais de Caridade e Bom Pastor, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicato dos Municipários, ACI, Assami, escolas públicas, campus e sede acadêmica da Unijuí, além de outros locais.

Por outro lado, haverá deslocamento de tablets e smartphones por diferentes pontos ijuienses. A Brigada Militar, por exemplo, vai ser um dos órgãos que vai recolher votos de forma itinerante.

Projetos

Para o Conselho Regional de Desenvolvimento do Noroeste Colonial, com sede em Ijuí, num total de 11 municípios, o valor é de 1 milhão, 542 mil reais, cerca de 300 mil a mais que 2016, para a Consulta Popular deste ano. No Corede Noroeste Colonial a lista tem 10 projetos. O projeto de número 1 estabelece aquisição e manutenção de equipamentos de informática para escolas estaduais.

A segunda demanda diz respeito à formação continuada de professores para a área de inclusão; terceiro projeto, ampliação de equipamentos para estabelecimentos de saúde; e quarto projeto, também de saúde, mas para aquisição de veículos. A quinta demanda na cédula de votação da Consulta Popular do Corede Noroeste Colonialse refere à profissionalização de jovens vulneráveis; sexto projeto, rede de enfrentamento à violência contra a mulher; e sétimo, compra de viaturas, equipamentos e armamentos para segmentos de segurança pública. O oitavo projeto diz respeito ao fortalecimento da agricultura familiar da região; nono, correção de solo; e décimo projeto, redes de cooperação.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
error: Conteúdo protegido!