Busca rápidaX

Indiciados seis assaltantes pelo ataque ao Banco do Brasil em Porto Xavier

23 de maio de 2019
Foto: arquivo pessoal/divulgação

A Polícia Civil indiciou os seis homens que atacaram a agência do Banco do Brasil em Porto Xavier. O grupo é acusado de tentativa de latrocínio e formação de organização criminosa. Durante as buscas, o PM Fabiano Heck Lunkes, 34 anos, morreu baleado em confronto com um dos assaltantes.

De acordo com o delegado Heleno dos Santos, foram indiciados Delci Engers, Ivo Zimmer, Flávio Rogério Oliveira, Aleixo Gustavo Zelinski, Luciano Aguilar de Mattos e Ezequiel David Trindade.

Apontado como o líder do grupo e mentor intelectual do ataque, Trindade segue foragido. Engers e Oliveira foram acusados de participarem do crime, mas não diretamente. Outras pessoas podem estar envolvidas ataque.

Esse é apenas o primeiro inquérito sobre o assalto concluído pela Polícia. Nele, os indiciados foram responsabilizados pela tentativa de latrocínio contra o delegado e os outros policiais civis que trocaram tiros com os criminosos em frente ao banco.

Dois inquéritos ainda seguem abertos: o que investiga quem deu o tiro que matou Lunkes e outro sobre a receptação do dinheiro roubado. Mais de uma pessoa pode ser apontada como responsável pela morte do PM. Ainda segundo Santos, a quadrilha era experiente.

O ataque ao banco ocorreu em 24 de abril. Dois dos apontados como participantes morreram. No dia 29, Izaquiel Gonçalves Souza, de 52 anos, morreu em confronto com a BM em Campina das Missões. Em 7 de maio, Alexandre Pacheco da Silva, de 44 anos, teve o corpo encontrado em um matagal na mesma cidade.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Correio do Povo

Acompanhe nas Redes

by @TwitterDev
error: Conteúdo protegido !!!