Busca rápidaX

MANCHETES

Inflação mostra que governo está ‘perdendo a mão na economia’, avalia economista

8 de outubro de 2020

O IBGE divulgou, ainda na semana passada, que a empregabilidade formal no País teve uma queda significativa. De janeiro a agosto deste ano, 850 mil vagas de trabalho foram perdidas, grande parte disso em função do fechamento de empresas. Na esteira da crise gerada pela pandemia da Covid-19, a inflação também voltou a preocupar. Dessa vez, foram os alimentos que compõem a cesta básica que tiveram elevação significativa, em torno de 20%. Para piorar, o IGP-M, indicador que serve de base para os preços dos aluguéis no País, tem alta acumulada de 17,9% em 12 meses. Em entrevista à Rádio Progresso hoje, o professor de Economia da Unijuí, Argemiro Brum, analisou o cenário econômico. Segundo ele, a pandemia explica parte da crise na economia brasileira, mas a condução feita pelo governo federal também explica o momento delicado.

“A impressão que passa é que o governo está perdendo a mão da economia, se já não perdeu em partes. As coisas estão saindo do controle e não é só por causa da pandemia. A condução da política econômica ficou muito complicada, com frequentes embates políticos internos no governo. O Banco Central, por exemplo, baixou demais a taxa de juros e desencadeou uma saída excessiva de dólares do país, o que também provocou uma profunda desvalorização da nossa moeda. Com isso, vieram dois problemas muito graves, que são o desabastecimento e a inflação”, pontua Argemiro Brum.

Por fim, Argemiro Brum ressaltou que desrespeitar o teto de gastos não pode ser uma opção do governo. Para o professor de Economia, extrapolar despesas no próximo ano pode levar a sérias consequências para a confiança na economia brasileira.

Compartilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Fonte: Rádio Progresso de Ijuí.
error: Conteúdo protegido!